Esporte

Minas estreia pista mais longa da Stock e com reta "adeus, mamãe". Conheça

Do UOL, em São Paulo

19/11/2016 06h00

Nos últimos anos, o estado de Minas Gerais marcou presença discreta na Stock Car Brasil. De 2011 para cá, apenas quatro pilotos do estado competiram na categoria: Raphael Matos, Bruno Junqueira, Alberto Valério e Constantino Júnior. Entretanto, os mineiros jamais tiveram uma corrida da Stock para chamar de sua.

A estreia de Minas Gerais como sede de uma corrida da Stock Car só aconteceu em novembro de 2016. Construído na cidade de Curvelo, a 170 km de Belo Horizonte, o Circuito dos Cristais foi inaugurado neste ano para receber não apenas a principal categoria brasileira de carros de turismo.

“É uma pista de características bem distintas, com a mistura de elementos de outras pistas. O primeiro trecho lembra algumas curvas de Santa Cruz do Sul (RS), enquanto a parte final, mais travada, tem características semelhantes a Londrina (PR). Por outro lado, as áreas de escape podem resultar em alguns pontos parecidos com um circuito de rua, onde não se pode cometer erros”, analisou Ricardo Zonta, da equipe Shell Racing. “De maneira geral, ficamos felizes com a inauguração de mais um autódromo no Brasil e temos a certeza de que o Circuito dos Cristais vai proporcionar duas corridas emocionantes no domingo”, completou.

Duda Bairros/Vicar
Circuito dos Cristais tem 4,4 km de extensão e curvas de nomes curiosos Imagem: Duda Bairros/Vicar

A pista já estreia com uma característica peculiar: é a mais longa da temporada. Tem 4.420 m de extensão (contra 4.309 m do Autódromo de Interlagos, em São Paulo), com 18 curvas e 30 m de desnível entre os pontos mais alto e mais baixo. A velocidade varia de 70 km/h (curva 18, na entrada da reta dos boxes) a 240 km/h (na maior reta, com o acionamento do push). Ao todo, os pilotos trocam de marcha 25 vezes por volta, número recorde na temporada 2016.

Alguns dos trechos da pista de Curvelo ganharam apelidos curiosos. A segunda maior reta do traçado, já no trecho final da volta, é chamada de “Adeus, mamãe”. Passada a reta dos boxes, há curvas com outros nomes exóticos – Cotovelo, Boomerang, Curva da Onça, Anzol e Pequizeiro, entre outras.

Divulgação
Anzol, Boomerang, Pequizeiro: pista em Curvelo (MG) tem 18 curvas Imagem: Divulgação

Os apelidos, aliás, já fizeram a alegria dos pilotos. “Ainda é um mistério para mim o nome dado para as curvas: o S da Cabeça e Curva da Orelha. Além disso, temos o Pequizeiro, o Anzol, a Cauda da Onça, 3 Raios, as Gêmeas, o Boomerang e o Cotovelo. Tem gente que irá se divertir com esta transmissão”, brincou Bia Figueiredo. “Acho que a pessoa que deu os nomes para as curvas e retas dessa pista é a mesma que dá nome para esmaltes e operações da Polícia Federal”, completou a piloto da União Química Racing.

A programação da etapa de Curvelo da Stock Car Brasil começou na sexta-feira, com duas sessões de treinos extras e duas de treinos livres. Neste sábado, acontecem mais dois treinos livres, às 9h10 e às 9h55, e o treino de classificação às 12h30. As corridas acontecem no domingo, às 13h e às 14h10.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo