Esporte

Piloto perde pernas após batida. Mas vaquinha online responde com R$ 1,1 mi

Do UOL, em São Paulo

19/04/2017 19h10

O britânico Billy Monger foi destaque do automobilismo britânico no final de semana – mas não por um bom motivo.

Piloto da equipe JHR Developments na Fórmula 4 britânica, Monger sofreu um grave acidente na terceira corrida da etapa de Donington Park no domingo. Durante a prova, o adolescente de 17 anos atingiu a traseira do carro do finlandês Patrik Pasma, da Carlin, que estava parado na pista.

@jamiecaroline7/Twitter
Patrik Plasma (à direita) recebe visita de outros pilotos no hospital após grave acidente Imagem: @jamiecaroline7/Twitter
Os dois tiveram que ser levados ao Queen’s Medical Centre, hospital localizado na cidade de Nottingham. Pasma já se encontra em melhor situação – consciente, já recebia visitas de outros pilotos no domingo. O quadro de Monger, porém, desperta preocupação.

Depois de uma operação médica de duas horas para ser retirado do carro, Monger foi levado de helicóptero para o centro médico. Apesar dos esforços, o britânico teve as duas pernas amputadas abaixo dos joelhos nesta quarta-feira. Nos próximos dias, será mantido em coma induzido.

“Billy Monger está em condição crítica, porém estável, no Queen’s Medical Centre, em Nottingham, onde está recebendo a melhor atenção médica possível. A equipe médica está feliz de dizer que todos os sinais vitais de Billy estão mostrando evolução e fluindo na direção correta”, diz nota publicada nesta quarta-feira pelo site da F4 britânica.

“Devido à gravidade das lesões, e apesar de todo o esforço, Billy infelizmente teve a parte inferior das duas pernas amputadas. Ele está sendo mantido em coma induzido enquanto passa por cirurgia, da qual espera-se que desperte nos próximos dias”, completa.

Até o encerramento da etapa de Donington Park, Monger era o sexto colocado da temporada da F4 britânica, com 44 pontos. O piloto inglês conquistou dois pódios, repetindo o terceiro lugar na segunda corrida de Brands Hatch e na primeira de Donington. Patrik Pasma é o terceiro da classificação, com 63.

Solidariedade de pilotos da F1

O gravíssimo acidente e o risco de encerramento precoce da carreira levaram a JHR Developments a lançar uma iniciativa a favor de seu piloto. Com o apoio da família de Monger, foi lançada uma campanha de arrecadação de fundos para, segundo o site da campanha, “ajudar Billy a superar lesões que mudaram sua vida, depois de um dos mais terríveis acidentes que o automobilismo já viu”.

“Tendo sido sempre um lutador, Billy já superou grandes barreiras na carreira. Lutando por verbas, Billy sempre buscou seu caminho ao ápice do automobilismo. No entanto, precisamos agora de sua gentileza e de seu apoio para dar a Billy e a sua família a melhor chance de superar estar lesões que irão afetar a vida de Billy de forma pesada”, diz o comunicado.

A campanha rapidamente recebeu o apoio de grandes nomes do automobilismo mundial. Pilotos como Felipe Massa, Lucas di Grassi, Lewis Hamilton, Anthony Davidson, Paul di Resta e Daniel Abt, entre outros, divulgaram a iniciativa nas redes sociais – fazendo, inclusive, doações.

A divulgação rapidamente se mostrou eficiente. A meta era arrecadar 260 mil libras (pouco mais de R$ 1 milhão) em 120 dias; no entanto, já no primeiro dia, o site arrecadou 278.959,00 libras (R$ 1.122.616,40), vindas de 6734 apoiadores.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo