Esporte

Estado de saúde de campeão da MotoGP é "extremamente grave", diz boletim

Reprodução/Riminitoday
Campeão da MotoGP Nick Hayden está em estado grave após ser atropelado Imagem: Reprodução/Riminitoday

Do UOL, com agência EFE

18/05/2017 07h11

Atropelado na última quarta-feira na província de Rimini, no norte da Itália, o campeão da MotoGP de 2006 Nicky Hayden não teve melhores nas últimas horas e seu estado de saúde é "extremamente grave", diz um boletim médico divulgado nesta quinta-feira Hospital Maurizio Bufalini, em Cesena

"Não há mudanças substanciais comparadas à tarde de quarta-feira. O paciente continua hospitalizado na unidade de cuidados intensivos, e o quadro clínico permanece extremamente grave", diz o comunicado.

Atualmente pilotando na Superbikes, Hayden estava com um grupo de ciclistas quando foi atingido por um veículo. A colisão o fez cair sobre o capô, quebrando o para-brisas do carro. Depois, acabou caindo no asfalto.

Hayden sofreu graves politraumatismos na cabeça e lesões no peito. Depois de receber atendimento no local do atropelamento, o piloto foi encaminhado para uma emergência na região. Em seguida, foi levado para o Hospital Maurizio Bufalini, em Cesena.

Na tarde desta quinta-feira, a Honda e a Moto GP divulgaram em conjunto um comunicado oficial sobre o acidente. No texto, eles confirmam que Hayden sofreu “severos danos cerebrais” no acidente e que o prognóstico permanece desconhecido.

Na quarta-feira, um comunicado emitido pelo hospital já demonstrava a gravidade da situação do piloto. “Está muito frágil para se submeter a uma intervenção cirúrgica".

A equipe que cuida de Hayden afirma que "o problema mais sério é um hematoma craniano". Além disso, o texto revela que o americano precisou ser reanimado pouco depois do atropelamento, já na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

A família de Hayden já deixou os Estados Unidos para acompanhar a recuperação do piloto na Itália.

O americano, que em 2006 desbancou o italiano Valentino Rossi para conquistar o troféu da MotoGP, disputou a competição até 2015, mas chegou a voltar no ano passado, para substituir o espanhol Dani Pedrosa, na Honda, e o australiano Jack Miller, na Marc VDS, que sofreram lesões ao longo da temporada.

Em 2017, Hayden participou das seis etapas do Mundial de Superbikes, tendo o sétimo lugar na Tailândia como melhor resultado. O piloto é 21º colocado na classificação de pilotos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo