Esporte

Dois meses depois de perder pernas em acidente, britânico volta a pilotar

Do UOL, em São Paulo

04/07/2017 18h22

Pouco mais de dois meses depois de sofrer um acidente e perder as pernas, o britânico Billy Monger está de volta a um carro de corrida.

Em abril, Monger sofreu um grave acidente durante disputa da Fórmula 4 britânica em Donington Park. Na batida (vídeo acima), o piloto – então com 17 anos – perdeu partes das duas pernas.

Agora, aos 18, Monger voltou a pilotar. No caso, em um carro da chamada Fun Cup, uma categoria de endurance com carros adaptados – a aceleração é comandada por borboletas na direção.

“Foi muito bom poder estar de novo atrás do volante”, disse Monger nesta terça-feira, segundo o site da rede de TV britânica BBC.

@BillyMonger/Twitter
Billy Monger perdeu as pernas em abril. Agora, pilotou em carro com aceleração nas mãos Imagem: @BillyMonger/Twitter

Em sua estreia, Monger correu com um carro com um chassi do VW Fusca da equipe BRIT. E se mostrou satisfeito com o acolhimento.

“A BRIT me deu dois volantes para experimentar hoje. Eu escolhi qual deles preferia, então agora estou só me adaptando”, acrescentou.

Embora sua carreira nos monospostos tenha sido interrompida pelo acidente, Monger ainda sonha com uma trajetória no automobilismo. A meta é disputar as 24 Horas de Le Mans ao lado do francês Frederic Sausset, que compete apesar de ter perdido partes dos braços e das pernas.

A curto prazo, porém, Monger despista. “Ainda não estou 100% comprometido com nada. Estamos olhando as diferentes opções para ver o que é melhor para o meu futuro”, disse. “Há muito trabalho envolvimento em minha reabilitação, mas tudo está indo bem, então espero logo estar de volta.”

No acidente de abril, Monger, então piloto da equipe JHR, acertou a traseira da Carlin do finlandês Patrik Plasma, que estava parado na pista. O britânico passou quatro dias em coma e passou pela amputação das pernas antes de deixar o hospital.

O acidente, no entanto, gerou comoção no automobilismo mundial. Grandes nomes do esporte a motor se engajaram em uma campanha de arrecadação de fundos para o piloto – em um dia, nomes como Lewis Hamilton, Felipe Massa, Paul di Resta, Lucas di Grassi levantaram R$ 1,1 em uma vaquinha online.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo