Topo

Fórmula 1

McLaren autoriza Alonso a competir em Le Mans, mas diz: "F-1 é prioridade"

Zsolt Czegledi/AP
Fernando Alonso sabe que sua prioridade em 2018 será a Fórmula 1 Imagem: Zsolt Czegledi/AP

Do UOL, em São Paulo

30/01/2018 09h46

A McLaren confirmou nesta terça-feira (30) a participação de Fernando Alonso nas 24 Horas de Le Mans. Em nota oficial, a escuderia informou que chegou a um acordo com o piloto e a Toyota Gazoo Racing, equipe na qual o espanhol competirá no Mundial de Edurance.

A equipe britânica salientou que equipe e Fernando Alonso estão totalmente de acordo que a Fórmula 1 continua sendo a principal prioridade. Assim, ele irá competir em todas as rodadas do Campeonato Mundial de F-1 em 2018.

“Não é segredo que Fernando queria competir as 24 Horas de Le Mans. E eu acho que, dentro da nossa organização, apreciamos um motorista de classe mundial motivado e feliz”, disse Zak Brown, diretor executivo da McLaren.

Em 2017, desanimado com a falta de confiabilidade do carro da McLaren, Alonso abriu mão de disputar o GP de Mônaco e decidiu participar, no mesmo dia, em 29 de maio, das 500 Milhas de Indianápolis, a mais icônica das etapas da Fórmula Indy. Liderou a prova por 27 voltas, mas foi forçado a abandonar faltando 21 voltas para o fim, com problema no motor Honda, o mesmo que, naquele período, o estava impedindo de somar pontos na Fórmula 1.

Alonso gostou tanto da experiência que admitiu a possibilidade de disputar novamente a Indy 500, além de migrar também para o Endurance. Depois de Daytona, o espanhol irá disputar a lendária 24 Horas de Le Mans, em junho, na França.

O objetivo maior, no médio prazo, é tornar-se o segundo piloto da história a completar a Tríplice Coroa do automobilismo - vencer GP de Mônaco, 500 Milhas de Indianápolis e Le Mans. Apenas o britânico Graham Hill, bicampeão mundial de Fórmula 1 (1962 e 1968), obteve o feito.

“Nunca escondi meu grande objetivo de ganhar a Tríplice Coroa do automobilismo. Este ano tenho a chance, graças à McLaren, de competir pela vitória em Le Mans. É um grande desafio, pode dar errado, mas eu estou pronto, preparado e ansioso pela luta. O meu acordo com o Campeonato Mundial de Endurance só foi possível pela boa compreensão e do bom relacionamento que tenho com a McLaren”, comentou Alonso.