Topo

Esporte


Piloto morre após acidente em prova de motociclismo em Interlagos

Do UOL, em São Paulo

25/06/2018 14h47

A etapa deste domingo (24) do campeonato SuperBike Brasil ficou marcada por uma tragédia. O piloto Rogério Munuera morreu horas depois de sofrer um acidente no S do Senna ainda na segunda volta, no autódromo de Interlagos, em São Paulo. 

A organização do evento disse ter atendimento ao piloto rapidamente, em menos de 30 segundos. Rogério foi transferido para um hospital da região, e não resistiu aos ferimentos.

O piloto, de 41 anos, competia pela SBK Light, com uma Kawasaki Ninja ZX10R. São permitidas na categoria motos multimarcas, como CBR 1000RR, BMW S1000R, ZX-10R, Yamaha R1, Ducati Panigale e a preparação é livre. A idade mínima para os competidores é de 15 anos.

A corrida era a terceira da temporada, que tem provas também em Curitiba, Goiânia e Londrina. A próxima corrida do SuperBike Brasil  será no dia 22 de julho, também em Interlagos.  

Confira o comunicado da categoria: 

"O SuperBike Brasil comunica com muito pesar que o piloto Rogério Munuera, numeral 88, veio a óbito em razão de complicações após acidente na sexta prova deste domingo (24), em Interlagos, durante a 3ª etapa do SBK Brasil 2018.

O acidente

O piloto, competindo pela categoria SBK Light, largou da 21ª posição e estava completando sua segunda volta quando teve uma queda no S do Senna.

Um dos pontos de estacionamento de ambulâncias durante as provas é justamente o S do Senna. O tempo de início de atendimento foi inferior a 30 segundos.

Inicialmente, o acidente não mostrou maiores consequências, e o piloto foi removido para o Hospital Grajaú para avaliação.

Por razões não compartilhadas com o SBK, o piloto sofreu complicações, acredita-se que por hemorragia interna, e infelizmente veio a óbito horas mais tarde.

O SBK envia suas mais sinceras condolências à família e lamenta profundamente a fatalidade. Desejamos força aos parentes e amigos neste momento de dor, que é compartilhado por toda comunidade do SuperBike Brasil.”

Mais Esporte