Topo

Vôlei


Cimed perde de novo e é eliminada na 1ª fase do Mundial de Clubes

Do UOL Esporte

Em São Paulo

05/11/2009 16h57

O sonho de chegar à semifinal do Mundial de Clubes acabou para a Cimed nesta quinta-feira. O time catarinense sequer fez sua parte ao ser derrotado pelo polonês Belchatow por 3 a 1 (22-25, 25-18, 25-21 e 25-23) e se despede do torneio ainda na primeira fase.

A equipe brasileira novamente cometeu um número excessivo de erros e sofreu a segunda derrota em três partidas. A grande surpresa do Mundial foi o iraniano Payakan, algoz da Cimed na estreia. O clube do Irã garantiu a segunda colocação do grupo B e enfrenta o russo Zenit Kazan na semifinal. O italiano Trentino, dos brasileiros Leandro Vissotto e Raphael, é o adversário do Belchatow.

Para chegar à semifinal e buscar o primeiro título brasileiro no torneio - apenas clubes italianos sagraram-se campeões -, a Cimed teria que vencer o Belchatow e ainda superar um dos adversários da chave no critério de desempate, o ponto average (divisão dos pontos obtidos, pelos sofridos). E os catarinenses começaram melhor a partida, ao fazer 25-22, em 25 minutos.

Mas o clube de Florianópolis viu a atuação destacada do oposto Kurek acabar com o sonho brasileiro. O jovem polonês de apenas 21 anos teve a melhor atuação individual do Mundial ao marcar 33 pontos e levou o Belchatow à liderança da chave.

Soberana no Brasil com seu jogo rápido, a Cimed sofreu com o teste da nova regra, que limita o primeiro ataque após o saque ao fundo da quadra – bolas de segunda e contra-ataques seguem sem restrições. Mesmo com a determinação, o meio-de-rede Lucão foi o destaque brasileiro, com 14 pontos.

TABELA DAS SEMIFINAIS

Sábado (7/11) - 13h
Belchatow (POL) x Kazan (RUS)
Sábado (7/11) - 15h
Trentino (ITA) x Payakan (IRA)

No entanto, a equipe catarinense abusou dos erros em suas três partidas. Na estreia contra o Payakan foram 35 pontos cedidos ao adversário. Na vitória sobre o Al-Arabi (Qatar) foram 33 e diante do Belchatow mais 36.

“Tivemos uma semana para assimilar bem a nova fórmula. Encontramos dificuldades que não sabia que iríamos encontrar. Mas não tem que achar desculpa. É decepcionante ficar de fora, porque queríamos pelo menos chegar à semifinal mesmo sabendo das dificuldades. Para todo mundo que nos acompanha, tinha esperança muito grande de chegar mais longe e levar o nome da cidade, do Estado e do país. Espero que revejam fórmula para testar em um campeonato tão importante, para beneficiar Somália, Qatar, Irã”, disse Bruninho ao Sportv.

O levantador, o ponteiro Thiago Alves, os centrais Lucão e Éder e o líbero Mário Júnior não retornam imediatamente ao Brasil. Os cinco jogadores foram convocados pelo técnico Bernardinho para defender a seleção brasileira na Copa dos Campeões e viajam direto para o Japão, local da disputa entre os dias 18 e 23 de novembro.

 

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!