Topo

Vôlei


Vôlei Futuro vai à semi e encerra hegemonia da Cimed; Sada elimina Pinheiros

Hermínio Nunes/Vipcomm/Divulgação
Lucão foi um dos destaques da vitória do Vôlei Futuro sobre a Cimed nas quartas Imagem: Hermínio Nunes/Vipcomm/Divulgação

Do UOL Esporte

Em São Paulo*

25/03/2011 20h06

O Vôlei Futuro mostrou nesta sexta-feira que o grande investimento feito para esta temporada valeu a pena dentro de quadra. O time de Araçatuba venceu em casa a Cimed por 3 sets a 0, com parciais de 25-23, 25-17 e 25-21, eliminou o campeão das últimas três edições da Superliga masculina ao fechar a série melhor de três jogos por 2 a 0 e avançou para as semifinais da competição nacional.

O resultado desta sexta encerra um domínio da Cimed no vôlei nacional. Fundada em 2005, a equipe chegou à final em todas as cinco edições que participou na Superliga masculina, tendo conquistado quatro títulos. Já o Vôlei Futuro, que participa do torneio nacional pela quinta vez, chega a sua primeira semifinal. Até então, o melhor desempenho do time de Araçatuba havia sido um sexto lugar. O adversário será o Sada Cruzeiro, que superou os astros do Pinheiros e fechou a série por 2 a 0 ao vencer nesta sexta-feira por 3 sets a 1, com parciais de 30-28, 25-22, 23-25 e 28-26.

“A ficha agora vai cair. Não estou acostumado a ficar fora da final. Fracassamos diante de uma grande equipe, não podemos tirar o mérito do adversário. Mas é muito triste, porque a gente fracassou”, disse o levantador Bruninho, da Cimed, em entrevista ao Sportv. “Não sabemos o que pode acontecer com o time. É triste, porque não conseguimos fazer com que a nossa camisa pesasse”.

O duelo em Araçatuba teve um início equilibrado, com as duas equipes empatadas até o sexto ponto. Embalado pela música ‘Eye of the Tiger’, tema do filme ‘Rocky 3’ tocada no ginásio durante tempo técnico, o Vôlei Futuro acordou. A canção pareceu ter inspirado os donos da casa, que acertaram sua marcação e chegaram a abrir quatro pontos de vantagem. A Cimed ainda tentou uma reação no fim da parcial, mas era tarde para impedir que o time de Araçatuba abrisse 1 a 0.

Empurrado pela torcida, que contou com a presença das jogadoras do time feminino, o Vôlei Futuro mostrou muita força na defesa durante o segundo set. Foram sete pontos de bloqueio contra nenhum da Cimed, que não soube aproveitar o excesso de falhas do adversário. O time de Araçatuba cometeu 11 erros contra apenas cinco da equipe de Florianópolis, mas parou o ataque rival e ampliou sua vantagem na partida.

OPINIÃO DE BRUNO VOLOCH

Lucão foi o responsável pela transformação do Vôlei Futuro
Leia mais

Na base da raça, a Cimed tentou equilibrar as ações no início do terceiro set e teve sucesso até o sexto ponto. A noite, porém, era do Vôlei Futuro. Aproveitando os erros e o desanimo do adversário a partir da metade da parcial, a equipe de Araçatuba manteve o bom desempenho ofensivo e confirmou sua classificação para as semifinais.

“A equipe está de parabéns. Esta torcida merece mais do que qualquer coisa”, disse o levantador Ricardinho, eleito o melhor jogador da partida.

SADA CRUZEIRO SUPERA ASTROS DO PINHEIROS E ENFRENTA O VÔLEI FUTURO

Além do levantador Bruninho, outro grande nome da seleção brasileira ficou de fora das semifinais da Superliga masculina. Em noite apagada, o ponteiro Giba não evitou que o Pinheiros fosse eliminado em casa pelo Sada Cruzeiro, que venceu por 3 sets a 1, com parciais de 30-28, 25-22, 23-25 e 28-26, fechou a série melhor de três jogos por 2 a 0 e confirmou sua classificação para enfrentar o Vôlei Futuro.

A eliminação desta sexta-feira põe fim a uma temporada turbulenta do Pinheiros. A equipe paulista sofreu com a irregularidade dentro de quadra e com problemas no elenco, que culminaram com as dispensas do levantador Marcelinho e do meio de rede Rodrigão durante a fase classificatória.

“Tenho um orgulho enorme de fazer parte desta equipe, ainda mais com os problemas que enfrentamos durante a temporada. Estão todos de parabéns, não há nada o que recriminar. Jogamos contra uma grande equipe, com grande potencial físico”, disse o meio de rede Gustavo, do Pinheiros.

Diante do Vôlei Futuro, o Sada Cruzeiro buscará chegar a primeira final de sua história. Em quatro participações anteriores na Superliga masculina, o time mineiro chegou a duas semifinais. Sua melhor participação ocorreu em 2009, quando ficou com a terceira colocação.

*Atualizada às 23h25