Topo

Vôlei


Unilever atropela Pinheiros, faz 7ª final seguida da Superliga e terá folga extra

Divulgação
Jogadoras do Unilever comemoram ponto na vitória contra o Pinheiros no Rio Imagem: Divulgação

Do UOL Esporte

Em São Paulo

16/04/2011 11h30

A Unilever não tomou conhecimento do Pinheiros neste sábado diante da sua torcida, no ginásio do Maracanãzinho, e avançou para fazer a sua sétima final consecutiva da Superliga feminina de vôlei. A equipe do técnico Bernardinho venceu o segundo duelo semifinal mais uma vez por 3 sets a 0, com parciais de 25-18, 25-19 e 25-19.

ATLETAS DO PINHEIROS HOMENAGEIAM STACY

Antes do início do jogo, as atletas do Pinheiros exibiram uma faixa com uma homenagem a líbero Stacy, do Vôlei Futuro, que segue hospitalizada após o acidente com o ônibus da sua equipe. Segundo a diretora do Vôlei Futuro Marcela Constantino, a sedação da jogadora começou a ser diminuída na UTI, após o traumatismo crânio-encefálico sofrido no acidente de ônibus, a caminho da semifinal da Superliga.

O time do Rio de Janeiro espera agora o vencedor da outra semifinal, disputada entre Sollys/Osasco e Vôlei Futuro. Por conta do acidente com o ônibus da equipe de Araçatuba, nenhum jogo da série ainda foi disputado. Com isso, o Unilever terá uma certa vantagem sobre o seu rival, pois terá tempo de sobra para se recuperar e se preparar para a decisão.

O time de Bernardinho chega a sua sétima final seguida, sendo que as outras seis vezes decidiu o título contra o Osasco - fato que pode se repetir. A equipe do Rio de Janeiro leva vantagem no retrospecto de decisões contra as paulistas, soma quatro triunfos contra dois. 

Após fechar a primeira fase com uma campanha quase perfeita (20 vitórias e duas derrotas), a Unilever também havia passado sem problemas pelo São Bernardo nas quartas de final, com duas vitórias por 3 a 0, e coroa a trajetória com mais um triunfo sem perder sets.

A equipe da casa esteve muito bem na defesa e soube aproveitar os contra-ataques desde o início do primeiro set. Com a desvantagem na série, o Pinheiros não soube controlar a ansiedade em alguns momentos e desperdiçou alguns ataques fundamentais.

NÚMEROS DA SEMIFINAL NO RIO

UNILEVER
X
PINHEIROS
36
Ataque
33
13
Bloqueio
9
3
Saque
6
23
Erros do adversário
8

Com belos ataques de Sheilla, a Unilever controlou os três sets e dificultou a missão do adversário. No último set, porém, o time da casa foi mais irregular, mas, mesmo assim, foi melhor que o Pinheiros e fechou o jogo por 3 sets a 0.

Após a partida, o técnico Bernardinho se mostrou satisfeito com a atuação do time. “Ainda cometemos algumas falhas, mas tivemos bons momentos e o time jogou o tempo inteiro com muita determinação. Gostei desta postura da equipe”, avaliou.

“Temos que começar a trabalhar as partes física e técnica. Vamos ter que esperar a definição do nosso adversário para começar a pensar na parte tática e montar a nossa estratégia para a decisão”, ressaltou Bernardinho.