Topo

Vôlei


Sollys atropela o Minas e se classifica para sua 11ª decisão seguida da Superliga feminina

Washington Alves/VIPCOMM
Jogadoras do Sollys/Nestlé comemoram ponto na vitória sobre o Minas, nesta sexta Imagem: Washington Alves/VIPCOMM

Do UOL, em São Paulo

2012-03-30T20:14:10

30/03/2012 20h14

"Figurinha carimbada" nas finais da Superliga feminina, o Sollys/Nestlé se classificou para mais uma decisão. Nesta sexta-feira, a equipe paulista não tomou conhecimento do Usiminas/Minas, que atuava ao lado de sua torcida, venceu por 3 sets a 0 (25-18, 25-18 e 25-18) e fechou a série semifinal em 2 a 0 - no primeiro jogo, em Osasco, triunfou por 3 sets a 1. 

Atual vice campeão da competição, a equipe das selecionáveis Jaqueline, Fabíola, Thaísa, Adenízia e Camila Brait garantiu-se em sua 11ª final consecutiva da Superliga. Nas 10 anteriores, venceu quatro (02/03, 03/04, 04/05 e 09/10). O time, agora, aguarda a decisão do outro finalista, que sairá do duelo entre Unilever e Vôlei Futuro. As cariocas venceram o primeiro jogo e, neste sábado, às 10h, tem a chance de fechar a série.

Para triunfar com facilidade, o Sollys apostou em uma arma poderosa: o bloqueio. Liderado pelas central Adenízia, maior pontuadora do confronto, com 18 acertos, as paulistas anotaram 13 pontos no fundamento. Quando a bola não caía no chão das donas da casa, era amortecida e proporcionava contra-ataque. A levantadora Fabíola, melhor da posição no torneio, teve bom desempenho na distribuição de bolas e deixou suas atacantes muitas vezes sem bloqueio para pontuar. 

Nos dois primeiros sets, o Minas até chegou a equilibrar um pouco as ações e liderou o placar em alguns momentos.  Porém, nas retas decisivas, após a segunda parada técnica, o Osasco conseguiu se distanciar para fechar as parciais e abrir 2 a 0 e ficar perto da decisão. 

O terceiro set foi o mais tranquilo. Desde o começo, as atuais vice-campeãs se impuseram em quadra e com o forte bloqueio abriram boa vantagem. Pressionado, o time mineiro sequer esboçou qualquer tipo de reação e viu as visitantes fecharam o set, o jogo, e se garantirem na final, que será disputada no dia 14 de abril, no Ginásio do  Maracanãzinho, no Rio de Janeiro.

"Fizemos uma partida muito boa porque entramos bastante concentradas. Tivemos um pouco de dificuldade no começo do jogo, mas depois conseguimos impor nosso ritmo e abrir o placar. A equipe toda está de parabéns, pois alcançamos nosso primeiro objetivo que era de garantir a vaga na final da Superliga. Estou feliz por chegar à decisão da competição, estando como titular. Teremos duas semanas para trabalhar forte, pois sabemos que não será fácil conquistar o título", comemorou a levantadora Fabíola.