Topo

Vôlei


Leandro Vissotto passa bem após arritmia e descarta parar de jogar

AP Photo/Jeff Roberson
Leandro Vissotto seguirá defendendo a seleção brasileira Imagem: AP Photo/Jeff Roberson

Leandro Carneiro

Do UOL, em São Paulo

31/01/2013 20h11

O oposto Leandro Vissotto tomou um susto durante o jogo do Ural Ufa pelo Campeonato Russo de vôlei. No fim do primeiro set, que foi decidido apenas no 37 ponto a favor do Grozny , o jogador sentiu uma arritmia e deixou a partida.

“Eu estava muito bem no jogo e havia feito 14 pontos só no primeiro set. No fim da primeira parcial, senti uma arritmia e coloquei a mão no pescoço para verificar os batimentos do coração. Por precaução, saí do jogo e fui para o vestiário”, disse o jogador.

Apesar do susto, o atleta não precisou ir a nenhuma clínica. Segundo ele, um eletrocardiograma foi feito no ginásio mesmo. Após o exame, o atleta voltou para acompanhar o duelo. Sobre largar a carreira, Leandro Vissotto tranquilizou os fãs após uma conversa com seu médico.

“O Doutor Jacob Atie (seu médico particular) pediu detalhes do ocorrido e disse que essa situação pode acontecer, mas me tranquilizou, afirmando que vou poder seguir jogando normalmente. Quero agradecer a todos pelo carinho e reafirmar que estou muito bem e ainda vou jogar muito aqui pelo Ural Ufa e pela seleção”, afirmou.

Essa não é a primeira vez que Leandro Vissotto tem uma crise de arritmia dentro de quadra. Quando atuava na Itália, o jogador também sentiu algo parecido.

“Lembro que em uma situação parecida, antes da cirurgia, cheguei a ficar umas três horas com arritmia. Ontem, uns cinco minutos depois que deixei a quadra já estava completamente normal. Só não voltei ao jogo mesmo por precaução”, finalizou Vissotto.

O oposto realizou um cateterismo em 2012 durante os treinamentos pela seleção brasileira. Apesar da cirurgia, ele esteve em quadra pelo Brasil nas Olimpíadas de Londres.