Topo

Vôlei

Leandro Vissotto deixa quadra correndo após sentir terremoto no Mianmar

Do UOL, em São Paulo

24/08/2016 13h29

O jogador de vôlei brasileiro Leandro Vissotto postou no Instagram um vídeo nesta quarta-feira em que mostra os efeitos do terremoto no Mianmar, ocorrido nesta quarta-feira na região central do país. O reflexo do tremor pôde ser sentido durante uma partida na região, e o jogador saiu correndo de quadra assim como seus companheiros.

“Terremoto hoje durante o jogo. Já vivi todo tipo de emoção e experiência dentro das quadras desse mundo. Mas aqui no Mianmar foi apavorante, um terremoto de 6,8 atingiu o centro do país e refletiu na nossa cidade. Quando estava quicando a bola para sacar, senti uma sensação estranha, parecia nauseado tudo balança como se tivesse mareado. Errei o saque e começou os estalos que se ouve no vídeo. Corri, Graças a Deus foi só um susto. Já estava comovido com as vítimas do terremoto da Itália e hoje veio o filme na minha cabeça na hora do terremoto. Não somos nada perto da natureza”, escreveu no Instagram.

Vissotto está no Mianmar para disputar partida com o seu clube, o Cuneo. O vídeo mostra que, depois de errar o saque, Vissotto e os outros jogadores deixam a quadra correndo assustados com o que acontecia.

Segundo informações da agência EFE, um terremoto de 6,8 graus de magnitude na escala Richter sacudiu o centro de Mianmar nesta quarta-feira, mas o governo do país ainda não informou sobre danos provocados ou quantidade de possíveis vítimas.

O epicentro se situou a 84,1 quilômetros de profundidade e a 25 quilômetros ao oeste da cidade de Chauk, de acordo com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) - que registra a atividade sísmica no mundo todo -, e também pôde ser sentida em Bangcoc (Tailândia), onde alguns prédios se movimentaram.

Outro terremoto nesta quarta-feira atingiu a Itália deixando ao menos 73 mortes. O epicentro foi situado entre as cidades de Perugia e Rieti, a pouco mais de 150 km a nordeste de Roma.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!