Vôlei

Superliga começa com campeãs olímpicas desempregadas e corte de verba

REUTERS/Yves Herman
Jaqueline ainda aguarda uma boa proposta para atuar no Brasil Imagem: REUTERS/Yves Herman

Leandro Carneiro

Do UOL, em São Paulo

26/10/2016 09h16

A Superliga de vôlei começa nesta quarta-feira e um cenário novo acontecerá. Boa parte da seleção brasileira que disputou a última Olimpíada não estará em quadra. Thaisa, Jaqueline, Sheilla, Fernanda Garay, Adenizia e Fabiola não farão parte da competição.

Dessas sete jogadoras, duas delas, Sheilla e Jaqueline, começarão a temporada “desempregadas”. Ambas não acertaram com nenhum clube brasileiro e deverão ficar até o fim do ano sem clube. A oposta já confirmou que terá um ano sabático, enquanto a ponteira aguarda um acerto, que é improvável no momento pelo menor investimento dos clubes. A chegada de um patrocinador poderia colocá-la na ativa nesta temporada no Brasil.

“Preocupa (falta de investimento) todo mundo. Nível de salários caíram muito. Era para ser ao contrário. Crise chegou pesada para o esporte. Patrocinador depende da grana. Crise acabou cortando muito patrocínio. Então está numa situação que estava muito anos atrás. Quanto mais rápido puder sair da crise, para o esporte vai ser melhor. Investimento saíram demais”, falou Mari, campeã olímpica em 2008 que defenderá o Bauru.

Em seu caso específico, Mari disse que sua vinda para o Brasil é uma razão pessoal e não financeira. “Valeria a pena estar jogando fora ganhando em dólar e em euro. Minha opção de ficar no Brasil foi ficar perto da minha família, meu pai faleceu. Financeiramente falando, o Brasil não vale a pena ficar”, completou.

O cenário visto por Mari é semelhante ao de Murilo, do Sesi-SP. No caso do jogador, ele vê sua mulher, Jaqueline, desempregada neste início de temporada.

“Difícil falar, questão de investimento. País sofreu bastante com a economia, refletiu nas empresas, nos patrocinadores, acredito que não seja exclusividade do vôlei, essa falta de incentivo. É a realidade de hoje, a gente não está reclamando, nem criticando. Não adianta querer inventar nada. A gente fala bastante sobre essa situação, não tem como, vôlei está em evidência. Olimpíada acabou, teve Mundial de Clubes. Estou treinando todo santo dia. Chegam solicitações do exterior, a gente ainda fala sobre isso, não temos decisão formada: ‘vai ou não vai’. Ainda está quebrando cabeça para tentar achar solução. E aproveitando para ficar junto, curtir o Artur. É uma fase diferente, mas está treinando, está malhando, fazendo as coisas delas, se mantendo em forma”, afirmou.

Em Osasco, a levantadora Dani Lins perdeu duas companheiras de seleção para a temporada. Thaisa e Adenizia deixaram o Vôlei Nestlé e a levantadora lamenta a saída de estrelas.

“É triste, a gente vê a Fe Garay treinando com a gente até ir (para a China). A gente vê e fala ‘olha a jogadora que está perdendo o Brasil, com a chance de fazer a Superliga ser bem mais forte, muito melhor’. É triste, cada hora tem saído mais jogadoras. A tendência é sair mais se patrocinadores não vierem para cá, fica meio difícil”, finalizou.

Corte de investimento

Não são apenas os clubes que terão menos investimento para as próximas temporadas. A Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) também perdeu parte do dinheiro que vinha recebendo do Banco do Brasil.

Para fechar o novo acordo, o banco pagou R$ 10 milhões para o próximo quadriênio, 17% a menos do que os últimos quatro anos. O Banco do Brasil é o principal parceiro da entidade.

Tentativa de ajudar

O corte de investimento dos clubes fez com que muitas jogadoras e treinadores ficassem desempregados. Em Barueri, o técnico José Roberto Guimarães montou um clube para tentar uma vaga na Superliga B, segunda divisão do vôlei.

Até este momento, o novo time não conta com patrocinadores. Por isso, jogadoras como Érika, com passagem pela seleção, estão treinando sem receber dinheiro.

Quer receber notícias de vôlei de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Blog Saída de Rede
Redação
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Olhar Olímpico
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Redação
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
UOL Esporte
UOL Esporte
UOL Esporte
UOL Esporte
Redação
AFP
Blog Saída de Rede
Blog do Juca
AFP
Blog Saída de Rede
Redação
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Redação
Redação
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Redação
Blog Saída de Rede
Esporte Ponto Final
UOL Esporte
UOL Esporte
Redação
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Topo