Vôlei

Novo técnico da seleção quer ajuda do preferido de Bernardinho na comissão

Fábio Aleixo

Do UOL, em São Paulo

16/01/2017 16h28

Renan Dal Zotto, novo treinador da seleção masculina de vôlei, afirmou que espera ter ao seu lado na comissão técnica Rubinho, que era assistente de Bernardinho e o preferido do bicampeão olímpico para ter assumido o seu cargo.

"Falei com o Rubinho por telefone e marcamos de ter uma reunião. Quero contar com ele ao meu lado seja como auxiliar ou em outra função. Ele é um cara super atualizado e competente e uma pessoa que entende como poucos não só do vôlei brasileiro como mundial", afirmou Renan nesta segunda-feira na apresentação do novo fornecedor esportivo da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

"O Rubinho vinha mesmo sendo preparado para assumir o cargo e não podemos de nenhuma maneira abrir mão de um profissional como ele na nossa equipe. Ele é uma pessoa fundamental", complementou o novo treinador.

Na semana passada, Bernardinho havia declarado que não esperava Renan no cargo.

"O Renan é um cara que entende tudo, é um amigo, irmão, e terá sempre o meu apoio incondicional. Mas, não era a primeira opção, não era o natural que nós estávamos planejando para dar continuidade no trabalho que vinha sendo feito. Eu preparei um sucessor, o Rubinho, espetacular, que era quem eu imaginava que fosse. Criei até uma expectativa nele. Eu não imaginava o Renan, porque era um dirigente".

Renan, que não comanda uma equipe há oito anos e ocupava cargo diretivos garantiu não ter medo da pressão, mas reconheceu ser impossível substituir Bernardinho.

"O Gilsão Mão de Pilão me mandou uma carta lá do Japão falando que tem pessoas que são insubstituíveis. O Beethoven não tem um substituto. O Ayrton Senna também não. Agora é a hora de se escrever uma nova história sem se esquecer de tudo o que o Bernardo fez pelo vôlei", completou.

O treinador disse ainda que nas próximas semanas seguirá com as observações de jogadores já iniciadas e não descartou conversar com atletas que já afirmaram que não defenderão mais a seleção, como é o caso de Murilo.

"Vamos analisar caso a caso. Primeiro temos que ter uma estrutura montada para ver depois como estará cada atleta. Temos de ver o momento de cada um", disse.

Renan afirmou ainda que gostaria de contar com o líbero Serginho, não em quadra, mas ajudando em outras questões. Após a Olimpíada, o jogador anunciou a aposentadoria da seleção.

"Pelo que ele representa, pretendemos trazê-lo para dentro do grupo e passar sua experiência e todo seu conhecimento como atleta".

Quer receber notícias de vôlei de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Redação
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
UOL Esporte
UOL Esporte
UOL Esporte
UOL Esporte
Redação
AFP
Blog Saída de Rede
Blog do Juca
AFP
Blog Saída de Rede
Redação
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Redação
Redação
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Redação
Blog Saída de Rede
Esporte Ponto Final
UOL Esporte
UOL Esporte
Redação
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Redação
Blog Saída de Rede
Topo