Vôlei

Brasil passa em primeiro na Liga Mundial e pega os EUA na semifinal

Divulgação/FIVB
Brasileiros comemoram ponto contra os russos na Liga Mundial Imagem: Divulgação/FIVB

Leandro Carneiro

Do UOL, em Curitiba

06/07/2017 17h29Atualizada em 06/07/2017 20h17

O Brasil está na semifinal da Liga Mundial de vôlei e com direito a liderança de sua chave. A vaga até veio com certa tranquilidade, mas russos complicaram a partida na Arena da Baixada, Curitiba, nesta quinta-feira, depois que já estavam eliminados. Foram 3 sets a 2, parciais de 25-18, 18-25, 25-19, 22-25 e 16-14.

Agora, o Brasil terá pela frente os Estados Unidos. Os americanos venceram a seleção brasileira na Olimpíada, mas o elenco dos EUA na Liga Mundial está quase todo renovado.

Com a vaga, o Brasil supera o trauma da última vez que disputou a fase final da Liga Mundial em casa, há dois anos. Naquela ocasião, a seleção ficou ainda na fase de grupos. A equipe tenta agora quebrar o tabu de sete anos sem título da Liga, 24 sem subir no lugar mais alto do pódio em casa.

Saída de rede: Qual Brasil veremos em quadra na semifinal?

Melhor em quadra

Divulgação/FIVB
Imagem: Divulgação/FIVB

Lucarelli foi o mais regular do time brasileiro. Até quando a equipe se perdeu um pouco na partida, ele segurou a onda. O jogador ainda se destacou ao pontuar em todos quesitos no jogo, inclusive um ace ao acertar as costas de um atleta russo.

Set da classificação

O Brasil precisava ganhar só um set para decidir a classificação. E fez questão de fazer isso logo de cara. Com um Wallace atacando com muita eficiência, a vantagem já apareceu no placar de cara, 8-3 marcava na primeira pausa técnica. A tranquilidade seguiu até o fim da parcial e como não poderia ser diferente, foi o oposto quem colocou números finais.

Relaxamento

A pegada do Brasil no primeiro set saiu para a entrada da tranquilidade e relaxamento natural dos jogadores. A seleção ainda precisava ganhar mais um set para ficar na liderança da chave, mas acabou se acomodando e viu a Rússia abrir seis pontos. A troca de Wallace e Bruninho por Renan e Raphael melhorou o time, não suficiente para buscar o placar.

Liderança garantida

O nível de concentração voltou para o terceiro set. Isso somado a erros constantes dos russos em quase todos os fundamentos, o que gerou até um ponto de ataque do levantador Bruninho. Assim, a missão para o Brasil garantir a liderança da chave ficou mais fácil.

Sobrevida

Quando chegou o momento de decidir a partida, o Brasil novamente sofreu um apagão em quadra e viu os russos, mesmo eliminados, complicarem o quarto set. Mais uma vez, Renan dal Zotto rodou o time, quase todos os atletas, exceto Bruninho e Thales, mas não surtiu efeito.

Torcida contagia

Divulgação/FIVB
Imagem: Divulgação/FIVB

Na hora do aperto, no set decisivo, a torcida começou a fazer a diferença em quadra, fazendo muito barulho a cada jogada dos brasileiros. Do banco de reservas, Marcelo Fronckowiak, auxiliar técnico do Brasil, pediu ajuda dos fãs.

Clima mais ameno

Quem sofreu com a partida de estreia devido ao frio que fazia dentro da Arena da Baixada não pode reclamar do segundo jogo do Brasil. A temperatura marcava cerca de seis graus mais quente do que no primeiro duelo.

Sistema de desafio

O processo acelerou, mas o sistema continuou apresentado falhas para quem queria ver as dúvidas no telão. Os lances não foram mostrados para o público e para os jogadores.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
UOL Esporte
UOL Esporte
UOL Esporte
UOL Esporte
UOL Esporte
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Redação
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Redação
Redação
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
UOL Esporte
UOL Esporte
UOL Esporte
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Redação
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Olhar Olímpico
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Blog Saída de Rede
Topo