Topo

Vôlei

Algoz do Brasil em 2017, astro francês do vôlei é condenado na Itália

Edgard Garrido/Reuters
Earvin N'Gapeth foi considerado culpado por acidente em 2015; pena é de um ano sem habilitação Imagem: Edgard Garrido/Reuters

Do UOL, em São Paulo

21/05/2018 16h23

Earvin N’Gapeth, jogador da seleção francesa masculina de vôlei, foi condenado nesta segunda-feira por um acidente de carro provocado por ele em novembro de 2015 na cidade italiana de Modena.

Na ocasião, N’Gapeth dirigia seu carro, um Volkswagen Passat, e avançou contra três homens em um estabelecimento nos arredores do município. Uma das vítimas foi internada na ocasião em estado grave.

Poucos dias depois, apresentou-se às autoridades na companhia de seu advogado, Andrea Mattioli, e da presidente do Modena Volley, sua então equipe, Catia Pedrini. Acabou sendo provisoriamente suspenso do time na época, mas só se transferiu em 2018, quando acertou com o Zenit Kazan.

Acusação e defesa negociaram um acordo, com prisão por um ano. Com recurso para suspensão condicional da sentença, considerada pequena, a pena foi suspensa e convertida em um ano de suspensão de sua habilitação.

Pela seleção francesa, N’Gapeth foi campeão da Liga Mundial em 2015 e 2017, além de ter conquistado o título europeu de 2015. Na final da Liga Mundial de 2017, diante do Brasil, marcou 29 pontos e ajudou os franceses a vencer por 3 sets a 2 (21/25, 25/15, 25/23, 19/25 e 15/13).