Topo

Vôlei

Federação faz confusão e quase impede início da semi do Paulista de vôlei

Reprodução/SporTV
José Roberto Guimarães, técnico do Hinode Barueri Imagem: Reprodução/SporTV

Do UOL, em São Paulo

25/10/2018 19h33

Uma confusão da Federação Paulista de Volleyball (FPV) quase impediu a realização da semifinal do Campeonato Paulista Feminino entre Hinode Barueri e Osasco nesta quinta-feira (25), no Ginásio José Corrêa, em Barueri.

O aquecimento das jogadoras foi atrasado em praticamente 15 minutos. Na hora de apresentar as equipes, o delegado do jogo disse para José Roberto Guimarães, treinador do Hinode, que a equipe dele estava irregular por ter 13 jogadoras regulares e uma líbero, enquanto Osasco estava regular com 14 jogadoras regulares e duas líberos.

“O problema é que a Federação Paulista tem uma série de coisas sem consultar clubes e diz que no regulamento está 14 jogadoras. A Superliga são 14 jogadoras e 1 líbero. Querem fazer gracinha. Não vamos jogar para ir para tribunal depois. Sempre a Federação Paulista fazendo das suas”, afirmou Zé Roberto ao SporTV.

O técnico, que também comanda a seleção brasileira feminina, chegou a dizer para o delegado: "classifica eles para a final. Não vamos jogar".

A confusão foi desfeita após a leitura do regulamento, quando foi constatado o erro de interpretação da Federação Paulista. O documento também permite que uma equipe entre em quadra com 13 regulares e uma líbero, como foi o caso do Hinode.

A partida foi realizada normalmente após o mal-entendido, e a equipe de Barueri venceu por 3 sets a 1.