Topo

Vôlei


Ex-jogadora Ana Paula defende Bernardinho após polêmica com Tifanny

Paulo Camilo/UOL
Ana Paula do vôlei concede entrevista ao UOL em São Paulo Imagem: Paulo Camilo/UOL

Do UOL, em São Paulo

2019-03-28T00:05:06

28/03/2019 00h05

A ex-jogadora Ana Paula, famosa por suas opiniões fortes, saiu em defesa do técnico Bernardinho. Ontem o técnico foi flagrado virando para o banco de reservas e comentando, depois de um ataque certeiro de Tiffany: "Um homem, é foda!". O Sesi/Bauru, equipe dela, eliminou o favorito Sesc-RJ, time dele, nas quartas de final da Superliga Feminina.

Já na manhã de hoje, Bernardinho e se desculpou pelas redes sociais no post do time Angels Volley Brasil, equipe LGBT que divulgou o vídeo do treinador. "Peço desculpas a todos. Não foi minha intenção de forma alguma ofendê-la. Me referia ao gesto técnico e ao controle físico que ela tem, comum aos jogadores do masculino e que a maior parte das jogadoras não tem".

Ainda nas redes sociais, Ana Paula, medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de Atlanta-1996, disse que Bernardinho falou a verdade.

"Leio que a militância a favor de trans no esporte feminino e contra as mulheres atacou Bernardinho por ele ter dito a verdade, que Tiffany tem um ataque de homem. Minoria barulhenta que quer empurrar a todo custo que sentimentos são mais importantes que fatos e biologia. Não são. Num post de um perfil LGBT que ataca brutalmente Bernardinho por ter dito a verdade, a lucidez é mostrada exatamente nos comentários da própria comunidade gay que, em absoluta maioria, não concorda com homens biológicos competindo, vencendo e batendo recordes de mulheres", escreveu.

#TôNemAí: Ana Paula, do vôlei, fala de assédio e como virou musa da direita

UOL Esporte