Topo

Vôlei


Eduardo Bolsonaro faz comentário irônico sobre Superliga feminina de vôlei

JOSHUA ROBERTS/Reuters
Imagem: JOSHUA ROBERTS/Reuters

Do UOL, em São Paulo

2019-03-31T21:41:34

31/03/2019 21h41

Depois de publicar mensagem sobre a participação de transexuais no esporte ontem, Eduardo Bolsonaro (PSL) voltou a utilizar as redes sociais hoje para comentar sobre o assunto. Em seu Twitter, Bolsonaro compartilhou uma matéria sobre a Superliga Feminina de Vôlei e ironizou: "Superliga meio feminina...".

O deputado federal, filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), compartilhou matéria da Rádio BandNews FM que anuncia o início da disputa das semifinais da Superliga Feminina de Vôlei na próxima segunda-feira. A publicação de Bolsonaro conta com mais de 4 mil curtidas e 600 compartilhamentos.

A discussão sobre transexuais no esporte voltou a ser abordada em larga escala na última semana. O técnico Bernardinho, do Sesc-RJ, foi flagrado reclamando de um ataque de Tifanny, atleta trans do Sesi/Bauru. "Um homem, é f...", disse Bernardinho, que posteriormente se desculpou.

No sábado, Carlos Bolsonaro deu sua opinião sobre a participação de atletas transexuais no esporte. "É inaceitável e ridículo que um homem pratique esportes em nível profissional com mulheres alegando ser uma delas. Eu não sei o porquê entidades profissionais permitem isso e até quando as atletas vão suportar", escreveu o deputado. O volante Felipe Melo, do Palmeiras, curtiu a publicação de Bolsonaro.

Mesmo após o pedido de desculpas, a opinião de Bernardinho foi compartilhada por Ana Paula, medalhista de bronze nos Jogos Olímpicos de Atlanta em 1996, que afirmou: "Leio que a militância a favor de trans no esporte feminino e contra as mulheres atacou Bernardinho por ele ter dito a verdade, que Tifanny tem um ataque de homem".

Em resposta, Tifanny rebateu a declaração de Ana Paula, chamando a ex-atleta de "oportunista" e a acusando de transfobia.