! Banespa contrata Lilico para a Superliga 2003/2004 - 04/12/2003 - UOL Esporte - Vôlei

UOL EsporteUOL Esporte
UOL BUSCA


  04/12/2003 - 14h48
Banespa contrata Lilico para a Superliga 2003/2004

Da Redação
Em São Paulo

O Banespa/MasterCard/São Bernardo acertou a contratação do oposto Lilico, 27 anos, para a disputa da Superliga masculina de vôlei. O atacante, campeão pela Ulbra no ano passado, teve uma passagem frustrante pelo Club Voleibol Portol, da Espanha.

"O Lilico pode ser a chave que estava faltando para ligar o motor da nossa equipe", comentou o técnico Mauro Grasso. O jogador é cria do clube, tendo sido revelado em 1993 nas categorias de base e permanecido no time até 1997.

"Apesar de conhecer os profissionais e a estrutura do Banespa, tudo está sendo novidade para mim. Estou começando de novo, com a mesma vontade de buscar espaço no cenário do voleibol."

Mas, psicologicamente, muita coisa mudou. "Eu amadureci como atleta, tenho mais experiência e tranqüilidade para usar na quadra. Sempre fui de querer resolver os problemas da minha forma e hoje aprendi a ouvir as opiniões das pessoas, mantendo a minha postura, mas sem prejudicar ninguém", comparou Lilico, garantindo que isto ajuda muito na parte coletiva de uma equipe. "Eu aprendi a não ter mais vaidade, isso é muito importante. Descobri que é melhor ficar no banco e ser campeão a ser o maior pontuador e ficar em último lugar da tabela."

Lilico está treinando com a equipe há duas semanas. "Estava com um certo receio em entrar no meio da temporada, mas fui muito bem recebido", afirmou o jogador. O técnico Mauro Grasso disse que muita coisa melhorou após a chegada do atleta. "Ele trouxe mais moral ao grupo, trata-se de um reforço muito importante. É um atacante de muito potencial físico, com qualidades no ataque, bloqueio e saque, e que já se adaptou ao elenco. A chegada dele fez com que a competitividade aumentasse, o que traz benefícios ao time."

Grasso também poderá contar com o líbero Sérgio "Escadinha", que participou ativamente da conquista do título inédito da Copa do Mundo, no Japão, pela seleção brasileira. Ele foi eleito o melhor do planeta da sua posição. "Ele é o melhor do mundo e é outro atleta que traz moral. É o tipo do líbero que consegue até pontuar, proporcionando uma segurança muito grande para nós no passe, na defesa e principalmente na liderança da equipe."

Para ver a série de páginas especiais da Superliga masculina de vôlei, clique aqui.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
03/09/2007
Mais Notícias