UOL Esporte Vôlei
 
18/01/2007 - 17h35

Aos 30, ex-jogador Lilico morre em decorrência de AVC

Da Redação
Em São Paulo
O ex-jogador Luiz Cláudio Alves da Silva, o Lilico, de 30 anos, morreu no último dia 13, em decorrência de um AVC, acidente vascular cerebral, que sofreu no ano passado.

Folha Imagem
Atacante Lilico (dir) defendeu o Palmeiras em 2001, antes de atuar pela Ulbra, no RS
No dia 30 de dezembro, Lilico foi internado na UTI da Santa Casa de Misericórdia, em São Paulo.

A pedido de sua família, seus órgãos foram doados e seu corpo, cremado. "É uma forma de sabermos que estamos ajudando pessoas que precisam", afirmou o pai do ex-jogador, Aloísio Francisco da Silva.

No próximo sábado, às 15h, será realizada a missa de sétimo dia na Igreja São Luiz, em São Paulo.

A mãe de Lilico, Maria Rodrigues Alves, pediu ao seu outro filho, Luiz Fernando Alves da Silva, e a Jorge Pablo Parodi que joguem as cinzas do ex-atleta no Parque do Ibirapuera, onde o mesmo adorava jogar vôlei nos finais de semana.

Lilico foi um dos primeiros atletas brasileiros que assumiu ser homossexual. Em 1999, à época da convocação para as Olimpíadas de Sydney, Lilico chegou a afirmar que o preconceito contra sua orientação sexual teria lhe tirado a chance de defender a seleção, uma vez que ele não foi convocado pelo então técnico Radamés Lattari.

Em sucessivas entrevistas, Lilico repetia: "Sou gay, mas jogo como um homem."

Avesso a usar relógio, Lilico ganhou o apelido do desenho do "Tiny Toons", (produção de Steven Spielberg que transformou em crianças personagens de Hanna e Barbera).

Em sua última passagem por clubes, Lilico defendeu a Ulbra, do Rio Grande do Sul, na temporada 04/05 da Superliga masculina de vôlei. Lilico deixou as quadras, passou a estudar jornalismo e tinha planos de trabalhar na TV. Um dos pontos fortes do jogador, de 1,99 m era seu saque, que chegava a 100 km/h. Seu ataque tinha alcance de 3,55 m.

O jogador foi campeão brasileiro de seleções juvenil em 94; bicampeão da Copa Sudeste (94 pelo Banespa e 01 pelo Palmeiras); campeão da Copa Brasil em 94, pelo Banespa; vice-campeão mundial juvenil em 95; campeão do Challenger Brasil 01, pelo Palmeiras; campeão Paulista 2000/01 com o Suzano; campeão gaúcho de 02, campeão da Superliga 2002/03 e Campeão do Grand Prix 2002/03, os três com a Ulbra.

A CBV prestará a última homenagem ao ex-jogador no próximo sábado, antes da partida entre Bento Vôlei e Telemig Celular/Minas, no ginásio Municipal, em Bento Gonçalves.

Compartilhe:

    Placar UOL no iPhone

    Hospedagem: UOL Host