UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

28/04/2007 - 11h44

Minas vence e é o maior campeão da história da Superliga

Da Redação
Em São Paulo
A terceira vitória sobre a Cimed na quarta partida da série melhor-de-cinco da final da Superliga masculina de vôlei garantiu o título ao Telemig Celular/Minas. Com a conquista deste sábado, o time mineiro se transformou no maior vencedor da história do torneio com quatro campeonatos (2000, 2001, 2002 e 2007).

IMAGENS DA DECISÃO
CBV/Divulgação
Evandro comemora ponto da Cimed na derrota para o Minas por 3 a 0
CBV/Divulgação
Minas comemora o quarto título da Superliga, após dois vices seguidos
CBV/Divulgação
Campeão em 2005, técnico Mauro Grasso vibra com título do Minas
COMENTE O TÍTULO DO MINAS
O triunfo ocorreu novamente com placar elástico. Os mesmos 3 sets a 0 obtidos nas três primeiras partidas, dois a favor do Minas e uma vitória para os catarinenses, foi repetida na manhã deste sábado, com parciais de 25-20, 25-18 e 26-24.

Diante do ginásio Divino Braga, em Betim (MG), lotado, as duas equipes entraram em quadra com força máxima. Os donos da casa não haviam confirmado a presença de Samuel Fuchs no duelo - o jogador da seleção brasileira perdeu o irmão Andreas, de 22 anos, em um acidente de moto na madrugada de sexta-feira e era dúvida.

"O ano todo tive motivos pessoais para lutar muito por esse título: a operação no coração e a minha própria superação. Se tivesse passado pelo que ele [Samuel] passou, não teria me recuperado em tão pouco tempo. Ele lutou, foi muito homem. Olhava para ele e tinha vontade de chorar. Ele foi o meu herói na quadra", afirmou o capitão do Minas, Roberto Minuzzi.

Com a confirmação da escalação do terceiro maior pontuador da competição e líder nas estatísticas de ataque, o Minas foi melhor no primeiro quarto e conseguiu abrir boa vantagem ainda na metade da parcial.

No confronto tático entre os técnicos que conquistaram as duas últimas edições da Superliga (Mauro Grasso, em 2005, com o Banespa, e Renan Dal Zotto, no ano passado, com a própria Cimed), prevaleceu a estratégia do treinador da equipe mineira.

Como no último duelo, Renan deslocou Milinkovic para o meio-de-rede e colocou Evandro para fazer a função de oposto. Mas foi Grasso que teve mais sucesso e, utilizando bem os jogadores do banco de reservas, o técnico viu o titular Ezinho fechar o primeiro set com um ace (25-20).

Mesmo jogando fora de casa, os líderes da primeira fase da competição tentaram equilibrar o confronto durante toda a segunda parcial. Sempre atrás do placar, a Cimed conseguiu empatar em 16-16.

Em momento decisivo do set, o Minas abriu cinco pontos no marcador e administrou a vantagem até o fim da parcial, encerrada com ace de Alberto.

MELHORES DA SUPERLIGA
AtaqueSamuel Fuchs (Minas)
BloqueioEder (Cimed)
DefesaJeffe (Cimed)
LevantadorBruninho (Cimed)
RecepçãoSerginho (Minas)
SaqueJardel (Minas)
Para manter a chance do bicampeonato, os visitantes teriam de vencer o terceiro set e a partida para seguir na disputa. Determinada, a equipe de Florianópolis chegou a abrir cinco pontos de vantagem, mas deixou os donos da casa empatarem a parcial em 18-18, com dois saques certeiros do meio-de-rede Jardel.

A Cimed sentiu o mau momento na partida e viu os adversários fecharem a parcial em 26-24, placar que garantiu o quarto título aos mineiros, após dois vice-campeonatos consecutivos. "Dedico essa vitória a ele [Andreas] e a esse grupo que me deu força em todos os momentos. Vim fazer por ele, que sempre foi meu torcedor", disse Samuel à Sportv.

Líder das estatísticas de saque até o momento, a Cimed viu o adversário ser mais eficiente no fundamento, com 13 aces no jogo. Com sete pontos, Jardel passou Filipe e foi o melhor sacador da competição.

"O Minas está de parabéns. Jogou muito bem nessa série final e mereceu o título. Fica difícil analisar agora o que deu errado com o nosso time. Apesar do resultado, a temporada foi boa para a Cimed. Chegamos à final e saímos de cabeça erguida", avaliou o técnico Renan.

Veja também

Hospedagem: UOL Host