UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

18/06/2008 - 15h19

Rexona contrata levantadora e fecha equipe para a temporada 08/09

Do UOL Esporte
Em São Paulo
Dois dias depois de a Brasil Telecom anunciar a contratação da levantadora Camilla Adão, que estava no Rexona-Ades, o clube carioca confirmou um acordo com Betina, que atuava justamente na mesma posição que Camilla no time catarinense. Aos 19 anos, a gaúcha chega para ser reserva de Dani Lins.

Divulgação
A levantadora Betina é o quarto reforço do Rexona-Ades para a temporada 2008/2009
BRASIL TELECOM APOSTA EM JOVENS
SELEÇÃO TREINA PARA O GRAND PRIX
MAIS NOTÍCIAS DE VÔLEI
"É o sonho de qualquer atleta profissional estar no Rexona, o time de referência no Brasil. Não esperava estar aqui no Rio assim tão rápido, foi uma surpresa, e estou disposta a aproveitar essa oportunidade", diz Betina.

A levantadora tem quatro clubes no seu breve currículo como profissional. Iniciou a carreira no Sociedade Ginástica de Novo Hamburgo, aos 17 anos foi para o Macaé, no ano seguinte atuou pelo Finasa/Osasco e na temporada passada ajudou a Brasil Telecom a ficar com o quarto lugar na Superliga feminina.

Pelas categorias de base da seleção brasileira, ela já soma quatro títulos: bicampeonato sul-americano e bicampeonato mundial.

Betina conhece muito bem o técnico de sua nova equipe. A levantadora namora o também levantador Bruninho, filho de Bernardinho. Apesar disso, ela garante que sua relação com o treinador na seleção não sofrerá nenhum tipo de interferência pessoal. "Minha relação será profissional. Assim como ele treina o próprio filho, acho que não terei problema quanto a isso. Pelo contrário, estou ansiosa e vim aprender ao máximo tudo que ele for me passar".

A gaúcha deverá ser o último reforço do Rexona para a temporada 2008/09. Além dela, o clube também contratou a oposta Joycinha, repatriou a meio-de-rede Carol Gattaz e trouxe de volta a ponteira Érika. Por outro lado, o time perdeu Sassá e Thaísa para o Finasa/Osasco, Camilla Adão para a Brasil Telecom, e Renatinha para o Toyota Auto Body, do Japão.

"Acredito que será um ano difícil, pois os clubes estão investindo para equilibrar mais a Superliga. Será o nosso desafio nesta temporada", comenta Betina. "Estou motivada e animada para ajudar o Rexona-Ades a continuar conquistando os títulos".

Hospedagem: UOL Host