Pato perde pênalti com cavadinha, Grêmio vence o Corinthians e vai à semi

Marinho Saldanha
Do UOL, em Porto Alegre

Veja Também

Alexandre Pato tinha ótimo desempenho contra o Grêmio na base. Mas nesta quarta-feira, falhou, e feio. Sob vaias, ele tentou a cavadinha na cobrança decisiva dos pênaltis nas quartas de final da Copa do Brasil. Dida pegou e o Grêmio avança ao vencer por 3 a 2 o Corinthians após empate em 0 a 0 no tempo normal. O Atlético-PR, que eliminou o Inter, será o oponente na próxima fase.

Empurrado pela torcida, o Grêmio foi para cima do Corinthians. O empate em 0 a 0 no Pacaembu deixou o jogo aberto, e ambos os times tentaram o gol. Mas os gaúchos pressionaram mais, principalmente no começo. Vargas teve duas chances. Aos 11, pegou rebote de um cruzamento e bateu de primeira. Mas desviou em um adversário e saiu a escanteio. Aos 18 minutos, oportunidade clara perdida. Kleber recebeu de Pará e bateu, o goleiro Walter deu rebote para o meio e, da linha da pequena área, sem goleiro, o chileno chutou por cima.

Enquanto isso, o Corinthians sempre foi perigoso no contra-ataque. Fábio Santos tentou de fora da área no começo do jogo, Douglas bateu forte aos 13, mas nenhuma oportunidade mais clara se ofereceu aos visitantes.

Aos poucos, o time do Parque São Jorge conteve o ímpeto gremista, que como o apoio vindo dos aficionados, caiu consideravelmente. Até o final da primeira metade, nenhuma outra oportunidade evidente e muitos erros de passe.

"Só tivemos uma chance, do Vargas. O resto foi chute de fora da área. Mas estamos bem, poderia estar 1 a 0", avaliou Kleber Gladiador, atacante do Grêmio, na saída para o intervalo. "Eles vieram para cima, ficamos um pouco mais atrás. Vamos ver se conseguimos sair no segundo tempo", opinou Fábio Santos, para o Corinthians.

O Grêmio tentou recuperar o comando da partida no segundo tempo. Logo a 10 minutos, Barcos encontrou Riveros que cruzou para Kleber. O Gladiador cabeceou no canto, mas Walter colocou para escanteio. Em seguida, Barcos recebeu de Ramiro e bateu cruzado para fora.

Tite tentou mover as peças do Corinthians. O treinador colocou Danilo, Emerson e Igor. Nos lugares de Guilherme, Fábio Santos e Douglas. Enquanto isso, Renato Gaúcho só observou os times com quadro idêntico à maior parte do jogo: sem chance alguma de gol. A principal corintiana foi em cobrança de falta de Emerson, aos 30 minutos.

As mudanças de Tite surtiram efeito e o Corinthians passou a dominar a partida. Enquanto isso, os gremistas gritavam por Elano, pedindo a entrada do meia. Mas foi o Grêmio quem criou. Aos 37 minutos, Vargas entrou sozinho na área e bateu cruzado. A bola bateu na trave e saiu.

Vargas ainda foi protagonista em mais um lance do jogo. Após perder duas oportunidades claras de gol, o chileno fez falta em Emerson, discutiu e acabou expulso. O corintiano, que revidou, também levou o vermelho. E foi só isso de bola rolando. A decisão foi para os pênaltis.

Nos pênaltis

Barcos bateu o primeiro e Walter defendeu. Mas Danilo fez o mesmo e Dida evitou o primeiro gol nas cobranças. Alex Telles bateu o segundo para o Grêmio e acertou a trave. Romarinho resolveu bater no meio e foi o primeiro a marcar: Corinthians na frente. Pará bateu e marcou o terceiro pênalti gremista. Edenílson bateu, e Dida recolocou o Grêmio no jogo. Elano colocou o Grêmio na frente. Alessandro marcou pelo Corinthians. Kleber colocou o Grêmio na frente. Coube a Pato bater o último. Ele tentou a cavadinha. Dida, parado, pegou o terceiro e pôs o Grêmio na semi.

GRÊMIO (3) 0 X 0 (2) CORINTHIANS

Data: 23/10/2013 (quarta-feira)
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)
Árbitro: Paulo Henrique de Godoy Bezerra
Auxiliares: Márcio Eustáquio Santiago e Fabrício Villarinho
Renda: R$ 1.820.728,00
Público: 35.684 torcedores
Cartões amarelos:  Kleber (GRE), Barcos (GRE), Vargas (GRE), Pato (COR) e Ralf (COR)
Cartões vermelhos: Vargas (GRE) e Emerson (COR)

GRÊMIO
Dida; Pará, Rhodolfo, Bressan e Alex Telles; Ramiro, Riveros (Elano) e Souza; Kleber, Vargas e Barcos.
Técnico: Renato Gaúcho

CORINTHIANS
Walter, Alessandro, Gil, Paulo André e Fábio Santos (Igor); Ralf, Guilherme (Emerson) e Douglas (Danilo); Edenílson; Alexandre Pato e Romarinho.
Técnico: Tite

Notícias relacionadas



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos