Audax quer ajudar Portuguesa após rebaixamento e elabora proposta

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Diego Salgado/UOL Esporte

    Audax pode firmar parceria com a Portuguesa após a queda do time para a Série D

    Audax pode firmar parceria com a Portuguesa após a queda do time para a Série D

O mais novo capítulo da derrocada da Portuguesa deve fazer o Audax elaborar uma proposta de parceria com o time do Canindé. Conforme adiantou o site Terceiro Tempo, do jornalista Milton Neves, o clube de Osasco pretende ajudar a Portuguesa nos próximos meses.

Não se sabe, porém, se a possível parceria irá se restringir apenas ao departamento de futebol, com o empréstimo de atletas e o uso das estruturas do Audax. Em contato com a reportagem do UOL Esporte, o diretor Nei Teixeira confirmou que a ideia é ajudar a Portuguesa após o rebaixamento para a Série D do Campeonato Brasileiro.

"Sempre foi um desejo nosso ajudar a Portuguesa pelo carinho que há pelo clube. Temos um excelente relacionamento com eles. Agora, ainda mais nessa situação, existe a intenção de colaborar de algum jeito", explicou o dirigente.

A ideia inicial é firmar um acordo nos moldes do acertado com o Oeste, time de Itápolis que disputa a Série B. Após o vice no Campeonato Paulista, o Audax fechou uma parceria com o Oeste.

Com o acordo, houve uma fusão dos clubes e a transferência de atletas e da comissão técnica para o clube do interior. O técnico Fernando Diniz, então, selecionou os melhores atletas entre os dois elencos para formar o time, que disputa a Série B como Oeste. 

À época, a própria Portuguesa foi um dos alvos da diretoria do Audax, que acabou acertando com o Oeste. "Esse namoro sempre existiu. Talvez agora seja o momento ideal. Inicialmente seria só no futebol. O Mário (Teixeira, presidente do Audax) vai saber avaliar. Inicialmente seria só no futebol", disse Nei.

O presidente da Portuguesa, José Luiz Ferreira, afirmou, por sua vez, que o clube de Osasco ainda não fez uma proposta. O mandatário mostrou-se aberto em fechar a parceria depois da queda na Série C.

"Se há alguma intenção, ainda não houve contato. Lá atrás, antes do Campeonato Brasileiro começar, algumas tratativas foram feitas, o Audax fez uma proposta, nós aceitamos, mas o Audax entendeu de não fechar o negócio e ir para o Oeste. Era com relação ao time de futebol. Depois disso não houve mais nenhum contato. É uma questão de ouvir a proposta. Tudo é possível, mas precisa primeiro sentar para ver", ressaltou.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos