Ameaças, xingamento e "marra": conheça o lado vilão de Anderson Silva

Do UOL, em São Paulo

  • Leonardo Soares/UOL

    Anderson entrou no jogo de provocações de Sonnen: ele já perdeu a linha outras vezes

    Anderson entrou no jogo de provocações de Sonnen: ele já perdeu a linha outras vezes

Com nove defesas de cinturão e 15 vitórias seguidas, Anderson Silva chega a Las Vegas como o herói brasileiro no UFC 148, na expectativa de calar o falastrão Chael Sonnen, que ganhou status de "inimigo nacional" depois de suas declarações polêmicas sobre o Brasil. Mas o Spider também tem seu lado vilão. 
  • Veja tudo sobre a 1ª luta, no UFC 117: Surra de Sonnen em números e goleada do Spider no salário

 
Sua serenidade ao lidar com as provocações, inspirada na filosofia das artes marciais, foi deixada de lado quando soltou o verbo contra Sonnen durante a teleconferência do UFC 148. Anderson chamou o rival de marginal e ameaçou "arrancar todos os dentes da boca dele". Até o presidente Dana White se assustou: "Em sete anos, nunca vi ele falar desse jeito". Mas, ao longo da carreira, o campeão já havia cometido outros deslizes. 

A INTENÇÃO DE MATAR O TÉCNICO RAFAEL CORDEIRO

  • Muito antes de ser famoso, Anderson Silva esteve prestes a pôr tudo a perder. Em dificuldades financeiras, ele passou a dar aulas de jiu-jitsu para ganhar um dinheiro extra. Mas o técnico Rafael Cordeiro, da academia Chute Boxe, de Curitiba, disse que Anderson não poderia dar aulas porque não tinha faixa-preta. Em uma discussão, Rafael chegou a dar um tapa na cara de Anderson, que se sentiu humilhado. Para se vingar, foi até a academia Chute Boxe com uma arma na mão, na intenção de matar Rafael Cordeiro. Mas desistiu da ideia na última hora. "Foi uma fase da minha vida em que eu não tinha nada, e eu quase fiz uma bobagem", confirmou o campeão. Leia mais

A ATITUDE DESRESPEITOSA NA VITÓRIA SOBRE DEMIAN MAIA

  • Ao fim do primeiro UFC realizado no Oriente Médio, o presidente Dana White disse que estava se sentindo "envergonhado". A razão do constrangimento foi a atitude desrespeitosa de Anderson Silva durante a vitória sobre Demian Maia no UFC 112 em Abu Dhabi, há dois anos. Depois de assegurar a vitória por pontos, Spider fugiu do combate e se limitou a provocar o adversário. Baixou a guarda, deu tapinhas no rosto, bailou pelo octógono e chamou o rival de "playboy". Mas privou o público de suas famosas sequências de golpes. Foi vaiado. "Não sei o que aconteceu comigo. Tenho de rever os conceitos. O que aconteceu aqui nunca mais vai acontecer", reconheceu Anderson. Leia mais

O LADO "MARRENTO" NO PROGRAMA PROFISSÃO REPÓRTER

  • Em abril deste ano, o programa "Profissão Repórter tentou desmistificar os lutadores de MMA, mas falhou ao tentar traçar um perfil mais detalhado de Anderson Silva. O lutador só atendeu à reportagem durante um evento no Rio, e foi só. Sem conseguir a matéria exclusiva, o programa passou uma imagem de um Anderson"marrento". Sua família em Curitiba barrou o repórter a pedido da agência 9ine, de Ronaldo, que representa Spider. Na academia do antigo treinador Fábio Noguchi, nenhuma foto do campeão e declarações em tom de mágoa. Em resposta, Anderson algou que estava concentrado nos treinos para o UFC 148 e retrucou pelo Twitter:"Você procura fazer tudo certo, se mantém focado no objetivo, que é treinar, e alguns preferem te ferir com golpes baixos e distorcidos". Leia mais

A POLÊMICA VISITA AO TUF BRASIL: TIME BELFORT IGNORADO

  • Diferente dos também campeões José Aldo e Junior Cigano, Anderson Silva visitou apenas um lado da casa do The Ultimate Fighter Brasil: o time de Wanderlei Silva. A rivalidade com Vitor Belfort, derrotado por ele no ano passado, acabou atingindo os lutadores da equipe verde, que esperavam uma visita do Spider. Mas Anderson só apoiou os lutadores de azul e preferiu ficar na troca de elogios com Wanderlei e o técnico Rafael Cordeiro, o mesmo que quis matar no começo de carreira. Chegou a dar dicas para o "Cachorro Louco", que enfrentaria Belfort no UFC 147: "É só não andar para trás. Ele é c**ão, você sabe. Pô, estou no microfone… Mas não estou falando nada que não seja verdade. Todo mundo já sabe'". Leia mais

A SUPOSTA MENTIRA SOBRE O "PELÉ" DO MMA

  • Um trecho da biografia de Anderson Silva ofendeu o lutador José "Pelé" Landi, que também treinava na academia Chute Boxe, de Curitiba. Segundo o livro, Spider afirma que Pelé teria dado um banho nele e em sua filha ao passar com o carro em uma poça d'água. Em entrevista ao PVT, Pelé negou essa história e rebateu a versão de que teria perdido dois combates de muay thai para Anderson: "Isso é mentira. Se eu tivesse algo contra você, eu ia parar meu carro e te meter porrada. Você chama o Vitor de bunda mole, mas você também é um bunda mole. Você é um sem vergonha. Confesso que você é um cara talentoso, mas mau caráter. Seu dinheiro vem carregado de pilantragem", desabafou. Leia mais

Anderson Silva
Anderson Silva

Últimas de Esporte



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos