Jones massacra Sonnen, mantém título, mas sofre grave lesão no pé no UFC 159

Do UOL, em São Paulo

Veja Também

Aconteceu exatamente como todos esperavam. Jon Jones dominou a luta os 4min33 que ela durou, nocauteou Chael Sonnen com um verdadeiro massacre e defendeu pela quinta vez consecutiva o cinturão dos meio-pesados do UFC. Mas o campeão sofreu uma lesão muito estranha e grave.

Apenas depois que o combate tinha acabado e ele já estava com o cinturão vestido, Jones percebeu que sofreu uma séria fratura exposta no dedão do pé, que poderia ter lhe dado a derrota. "Não sei como isso aconteceu, mas está tudo bem. Tem um buraco em algum lugar, eu acho. Dessa vez não foi o braço, mas não sei como isso aconteceu", disse o campeão, sentido muita dor. "Passamos por dramas até chegar aqui e isso me motivou muito. Queria ser mais Chael Sonnen que o Chael Sonnen, e consegui isso."

"Ele é um grande lutador, não tenho problema com a decisão de parar a luta, ele é muito forte. Quando vai para acabar um combate, não tem como ser parado", completou Sonnen.

Com o combate rolando, Chael esboçou uma resistência. Conseguiu segurar Jones no clinch e até se levantou depois de duas queda. Mas quando o campeão passou a levar o combate a sério, derrubou como quis e conseguiu o nocaute da maneira que ele mais gosta, com uma chuva de cotoveladas. Um clássico de Jon Jones.

Com esse nocaute, o dono do cinturão igualou o recorde de Tito Ortiz com o maior número defesas de títulos dos meio-pesados do UFC. Depois de conquistar o cinturão ao nocautear Maurício Shogun em março de 2011, o norte-americano já venceu Quinton Rampage Jackson, Lyoto Machida, Rashad Evans, Vitor Belfort e agora Chael Sonnen.

Agora, o campeão já pensa em sua última luta por essa atual categoria. Ele avisou que quer quebrar o recorde de Tito em um próximo combate em novembro, se tornando o maior campeão dos meio-pesados do Ultimate. Depois disso, ele pretende fazer superlutas – provavelmente contra Anderson Silva – e depois subirá para os pesos pesados.

Vinny Magalhães é dominado e perde

Em um confronto entre dois lutadores que tem sua base na luta de chão, o norte-americano Phil Davis usou uma tática de luta muito inteligente, dominou o brasileiro Vinny Magalhães por três round e conseguiu uma vitória sem sustos por pontos, em decisão unânime dos juízes.

Em um combate chato, Davis não quis para o combate de solo com Magalhães, sabendo do potencial do brasileiro nas finalizações. Ele preferiu ficar em pé e apostar no boxe, mas sem sequências muito longas. Variando com alguns chutes altos, Phil ficou apenas no jab e direto entrando na guarda de Vinny com facilidade.

Assim, ele foi minando a confiança do brasileiro, que virou vítima fácil e apanhou muito dessa maneira por três rounds. A vitória por pontos do norte-americano era uma questão de tempo.

Gordinho Roy Nelson apaga mais um

  • Divulgação/UFC

    O carismático gordinho Roy Nelson aprontou novamente mais uma das suas entre os pesos pesados do Ultimate. Em uma luta que durou apenas 2min03, ele conseguiu acertar um de seus clássicos cruzados longos – também conhecido como mata-cobra ou swing – na orelha do gigante francês Cheick Kongo, que foi ao chão na hora, mas ainda acordado. Por lá, o norte-americano terminou o nocaute com um soco que desacordou o adversário. Ele Nelson então subiu na grade e alisou sua avantajada barriga para comemorar seu terceiro nocaute consecutivo.

Card principal
Jon Jones nocauteou Chael Sonnen a 4min33 do 1º round
Michael Bisping venceu Alan Belcher por pontos, após interrupção médica
Roy Nelson nocateou Cheick Kongo a 2min03 do 1º round
Phil Davis venceu Vinny Magalhães por pontos, em decisão unânime dos juízes
Pat Healy finalizou Jim Miller (mata-leão) a 4mom02 do 3º round

Card preliminar
Rustam Khabilov nocateuou Yancy Medeiros a 2min32 do 1º round
Ovince St. Preux venceu Gian Villante por pontos, após interrupção médica
Sara McMann nocauteou Sheila Gaff a 4min06 do 1º round
Bryan Caraway finalizou Johnny Bedford (guilhotina) a 4min44 do 3º round
Cody McKenzie venceu Leonard Garcia por pontos, em decisão unânime dos juízes
Steven Siler venceu Kurt Holobaugh por pontos, em decisão unânime dos juízes

Últimas de Esporte



Shopping UOL

UOL Cursos Online

Todos os cursos