Topo

Basquete


Gerente geral dos Warriors quase chora ao defender escalação de Durant

Noah Graham/NBAE via Getty Images
Bob Myers, gerente geral do Golden State Warriors Imagem: Noah Graham/NBAE via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

2019-06-11T10:57:50

11/06/2019 10h57

O gerente geral do Golden State Warriors, Bob Myers, quase foi às lágrimas ao comentar a lesão sofrida por Kevin Durant ontem (10), no quinto jogo contra o Toronto Raptors, pela final da NBA. O dirigente defendeu a escalação do jogador e disse que se fosse necessário culpar alguém, então que o culpassem.

"Ele ficou quatro semanas com o departamento médico. Nós estávamos nos sentindo bem sobre o processo de recuperação. Era claro que ele poderia jogar hoje, foi uma decisão tomada em conjunto", disse.

Durant sofreu uma lesão na panturrilha no mês passado e ficou fora dos quatro primeiros jogos da final. Com os Warriors perdendo por 3 a 1, o ala retornou ontem, mas sofreu uma lesão no tendão de Aquiles no segundo quarto e deixou a partida.

"Não acredito que exista alguém a ser culpado por isso, mas entendo esse mundo e, se vocês têm que culpar alguém, então culpem a mim. Eu dirijo nosso departamento de operações", prosseguiu Myers.

Por último, o dirigente defendeu Durant das críticas de que ele não queria mais jogar pelo Golden State Warriors e, por isso, estava postergando seu retorno da lesão.

"Vou dizer algo sobre Kevin Durant: ele ama jogar basquete e as pessoas que questionavam se ele queria voltar para esse time estavam erradas. Ele é uma das pessoas mais incompreendidas. Ele é um bom companheiro de equipe, uma boa pessoa. Isso não é justo", completou.

O sexto jogo da final da NBA está marcado para quinta-feira (13), em Oakland (EUA), casa do Golden State Warriors. Com 3 a 2 no placar, o Toronto Raptors precisa de mais uma vitória para ser campeão.