Topo

Fórmula 1

Hamilton vibra e Raikkonen engole a seco ordem da Ferrari; veja frases

REUTERS
Imagem: REUTERS

Do UOL, em São Paulo

23/07/2018 04h00

O GP da Alemanha, vencido por Lewis Hamilton, será lembrado como a prova em que a Ferrari deu indiretas para que Kimi Raikkonen, então líder, abrisse passagem para o companheiro de equipe Sebastian Vettel. O finlandês relutou, chiou, mas acabou cumprindo o pedido.

Mas a tática acabou no muro após Vettel perder o controle do carro. O alemão deixou a pista e abriu caminho para Hamilton assumir a ponta e vencer a corrida.

O triunfo em Hockenheim foi especial para Hamilton, que largou na 14ª posição após problema hidráulico no treino oficial. Hamilton fez corrida de recuperação no domingo, que contou com uma passagem polêmica sobre a grama na entrada dos boxes. A vitória na Alemanha fez o piloto da Mercedes retomar a liderança no Mundial de Pilotos.

  • Christof Stache/AFP

    Raikkonen ouve recado da Ferrari para abrir

    Engenheiro da Ferrari, Jock Clear, diz para Kimi: "Kimi, é o Jock. Você está ciente de que precisamos cuidar dos pneus. Ambos os carros [da Ferrari] precisam cuidar dos pneus e vocês dois estão em estratégias diferentes. Gostaríamos que você não segurasse o Seb [Vettel]. Obrigado".

    Raikkonen respondeu: "Desculpa, mas você pode ser direto? O que você quer?", disse o finlandês, curto e grosso.

  • AP Photo/Jens Meyer

    Raikkonen aceita recado

    "Eu tinha velocidade, mas aceito as normas da equipe", declarou um seco Kimi Raikkonen ao ser perguntado sobre a ordem da Ferrari de ceder a liderança a Sebastian Vettel. Embora proibido se feito de maneira muito evidente, o jogo de equipe apareceu neste domingo em Hockenheim.

  • AFP PHOTO / Christof STACHE

    Vettel reclama por demora de Raikkonen

    "Isso é bobo, estou perdendo tempo", reclamou Sebastian Vettel no rádio com a Ferrari, cobrando para Kimi Raikkonen, então líder, abrir passagem. O finlandês cedeu, mas o tetracampeão mundial perdeu o controle, bateu no muro e ainda caiu para segundo no mundial de pilotos.

  • Andrej Isakovic/AFP

    God save the Hamilton

    "Era difícil ganhar largando dessa posição, mas acreditei. Rezei e quando vi todas as pessoas que estavam me apoiando, mantive a calma. A equipe fez um trabalho fantástico. Dei meu máximo e aconteceu. Meu sonho se tornou realidade", declarou um emocionado Lewis Hamilton, que saiu da 14ª posição para vencer o GP da Alemanha de 2018.

  • Jens Meyer/AP

    Decepção

    "Não há muitas emoções, quero dizer. Na verdade, estou bastante desapontado com a forma que terminou a corrida para mim. Neste ponto, cometi um pequeno erro que teve um grande impacto no resultado da corrida", lamentou Sebastian Vettel, que perdeu o controle da Ferrari e colidiu com o muro enquanto liderava a corrida.

  • AP Photo/Jens Meyer

    Red Bull não aguentou

    "Perdi potência, tem alguma coisa errada", disse Daniel Ricciardo no rádio da Red Bull. O australiano fazia uma corrida de recuperação ao sair da 19ª colocação para a zona de pontuação antes da 20ª volta. O carro não aguentou.