Fórmula 1

Alonso abriu empresa de ciclismo em paraíso fiscal, diz 'Paradise Papers'

AFP
Fanático por ciclismo, Fernando Alonso tentou montar equipe para torneios da modalidade Imagem: AFP

Do UOL, em São Paulo

08/11/2017 10h26

O piloto Fernando Alonso teria criado empresa em Malta para driblar o fisco espanhol. A denúncia é do “Paradise Papers” em parceria com o jornal espanhol "El Confidencial", grupo de jornalistas que investiga movimentações financeiras. De acordo com a publicação, Alonso desenvolveu a Revolutions Holdings Limited em 2015, cuja empresa seria voltada a competições de ciclismo.

O “Paradise Papers” informa que o capital da empresa vinha da Espanha (50%) e Catar (50%), embora funcionasse em uma ilha fiscal. A Revolutions Holdings não faturou 1 euro sequer.

Fanático por ciclismo, Alonso planejava constituir uma grande equipe na modalidade. Mas o projeto, idealizado em 2013, não vingou. Ele chegou a sondar vários atletas espanhois de ponta do ciclismo, mas o plano foi abortado.

Fontes ouvidas pela publicação apontam duas linhas para o fracasso da empresa: Alonso não conseguiu licença para desenvolver seu projeto no ciclismo; compromissos com a McLaren tomaram o tempo do piloto espanhol, impedindo sua participação como gestor no ciclismo.

Hamilton e Shakira também teriam escapado do fisco

Campeão antecipado da temporada 2017 da Fórmula 1, Lewis Hamilton pode ter deixado de pagar 3,3 milhões de libras (R$ 14,2 milhões na cotação do dia) em impostos pela compra de um avião particular. O nome do piloto da Mercedes aparece no Paradise Papers, relatório que expôs movimentações financeiras de personalidades mundiais em offshores, empresas abertas em paraísos fiscais.

De acordo com os documentos divulgados pelo jornal francês "L'Equipe", o britânico comprou em 2013 a aeronave do modelo Bombardier CL605 Challenger, avaliada em 16,5 milhões de libras (R$ 71,4 milhões), e usou offshores registradas em três paraísos fiscais - Ilhas Virgens Britânicas, Ilha de Man e Guernsey - para não pagar impostos.

A cantora Shakira teria criado offshores em Malta e Luxemburgo para receber direitos musicais. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Blog do Carsughi
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Redação
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Grande Prêmio
Topo