Topo

Fórmula 1


Em visita à F-1, Massa se diz surpreso ao ver Williams na lanterna

Reprodução/Twitter
Felipe Massa encontra seu ex-chefe, Peter Sauber, no paddock em Barcelona Imagem: Reprodução/Twitter

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Barcelona (ESP)

12/05/2018 10h18

Felipe Massa fez neste sábado em Barcelona sua primeira aparição no paddock da Fórmula 1 desde sua aposentadoria da categoria no final do ano passado. O brasileiro, que hoje ocupa o cargo de presidente da comissão de kart na Federação Internacional de Automobilismo, disse em entrevista exclusiva ao UOL Esporte que não esperava que sua ex-equipe, a Williams, tivesse uma queda tão brusca de rendimento.

“Eu não enxergava que eles teriam um ano difícil neste ano, até porque havia muitas mudanças no carro, o que era algo interessante porque nada de radical tinha mudado no carro nos anos anteriores e eu era a favor de alterações radicais. Eles fizeram isso, mas não foram no caminho certo. Não esperava que eles estariam onde eles estão.”

Depois de quatro corridas disputadas, a Williams ocupa a lanterna do campeonato de Construtores. Neste sábado, mais uma vez a equipe sofreu no treino classificatório, com  o canadense Lance Stroll e o russo Sergey  Sirotkin fazem os dois piores tempo.

“Estou feliz com minha decisão de me aposentar. Estou fazendo aquilo que eu gosto. Acho que foi a hora certa. Lógico que não desejo isso que está acontecendo com a Williams, acho que ninguém deseja. Tomara que eles encontrem o caminho para voltarem a ter um carro competitivo”, disse Massa, que segue com o plano de disputar a Fórmula E na próxima temporada, que começa no final de 2018.

“Por enquanto, não tem nada certo, mas estamos conversando e pode ser que seja meu futuro correr na Fórmula E na próxima temporada.”

Existe o boato de que o brasileiro pode estrear correndo pela Mercedes, que vai entrar na F-E em 2019. Seu nome também é ligado à Jaguar, por quem testou no início do ano passado. Enquanto não há nenhum anúncio, o piloto continua sua preparação física.

“Eu tenho mais tempo em casa, então tenho feito bastante exercício porque é algo que eu gosto. E também não quero virar um aposentado.”

Entre uma resposta e outra, Massa era cumprimentado por ex-pilotos, membros de equipes e jornalistas no paddock. Perguntado sobre sua sensação no retorno, ele disse se sentir diferente agora que não tem a tensão de um final de semana de corrida nas costas.

“É diferente. Estava acostumado a vir para cá tendo um trabalho, pensando no acerto do carro. E agora estou entrando em uma situação bastante diferente. Mas estou bem contente, é um prazer estar aqui. É bacana encontrar as pessoas com quem trabalhei por 16 anos e até com quem eu não trabalhei mas fez parte da minha carreira.”

Massa deve retornar ao paddock também na próxima corrida, em Mônaco, onde mora.