Topo

Fórmula 1

Rivais com ritmo parecido e chance de chuva: o que esperar do GP da Espanha

Pierre-Philippe Marcou/AFP
Lewis Hamilton tira uma selfie após cravar a pole para o GP da Espanha Imagem: Pierre-Philippe Marcou/AFP

Julianne Cerasoli

Do UOL, em Barcelona (ESP)

12/05/2018 18h00

O GP da Espanha tem fama de corrida monótona, uma vez que equipes e pilotos conhecem muito bem o circuito, palco dos testes de pré-temporada e que apresenta poucas chances de ultrapassagem. Mas na atual temporada da Fórmula 1, a história tem tudo para ser diferente: assim como nas quatro primeiras etapas, o ritmo de corrida de Mercedes, Ferrari e Red Bull está muito próximo em Barcelona e a chuva é outro fator que pode mudar a história da prova.

Isso, além dos duelos internos: Lewis Hamilton fez a pole position, mas afirmou que ainda não está “em sintonia” com sua Mercedes. Nas simulações de corrida, inclusive, o inglês foi mais lento que o companheiro Valtteri Bottas, que larga em segundo. Veja como ficou o grid.

É a primeira vez que a Mercedes fecha a primeira fila no grid nesta temporada, resultado de um trabalho da equipe para entender o comportamento do carro com os pneus mais macios. Para Bottas, pelo menos em Barcelona, eles desapareceram. “Não sei se tem a ver com a pista ou se é resultado das mudanças, mas pelo menos aqui não está nos afetando”, comemorou o finlandês, que vem embalado depois de boas performances na China e em Baku, nas duas últimas provas.

Bottas não é a única ameaça a Hamilton, que defende a liderança do campeonato. Mesmo não largando da pole pela primeira vez desde a etapa inicial, Sebastian Vettel acredita no ritmo de sua Ferrari na corrida. “Em termos de ritmo é impossível prever quem será o mais rápido. Acho que olharmos as últimas corridas estávamos todos bem próximos, então acho que será uma corrida interessante”, disse o alemão, que larga em terceiro, dividindo a segunda fila com seu companheiro Kimi Raikkonen.

Mas as simulações de corrida dos treinos livres mostraram uma terceira equipe como a mais rápida: a Red Bull, que larga em quinto com Max Verstappen e sexto com Daniel Ricciardo. Os dois garantem que não se incomodam por largarem lado a lado depois do acidente da última corrida, mas reconhecem que a queda nas temperaturas em comparação com a sexta-feira pode afetar o desempenho do carro.

“Estou confortável com a maneira como eu disputo as corridas, sempre fui muito lento”, disse Ricciardo ao UOL Esporte. “Meu foco não vai estar nele, vai estar pelo menos nos carros vermelhos.”

Os seis primeiros colocados vão estar na mesma estratégia, largando com os pneus macios e tentando fazer apenas uma parada, usando os médios na segunda parte da corrida. O sucesso dessa estratégia depende muito das temperaturas de pista.

“Não acho que vai ser fácil fazer uma parada”, explicou Bottas ao UOL Esporte. “Acho que veremos uma mistura entre uma e duas paradas por conta disso.”

Outra questão é o clima. A previsão é de chuva para a madrugada no Circuito da Catalunha, o que diminuiria a aderência da pista. “Não faço ideia de qual efeito isso vai trazer, nem pensei nisso. Mas vamos estar no mesmo barco. Só espero que não chova na corrida”, revelou Hamilton. A previsão é de 40% de chance de chuva para o horário da prova.

Mesmo se a água cair antes da largada já será suficiente para complicar a vida dos pilotos. Isso porque os treinos até aqui tiveram mais escapadas de pista do que o normal, indicando que o nível de aderência é menor que o normal. “Já testamos aqui com chuva e o novo asfalto e foi extremamente difícil, então seria algo que dificultaria a vida de todo mundo. É algo que tem a ver com o asfalto em si e também com o vento. Tem ventado muito ao longo do final de semana e, quando o vento vem por trás destes carros, eles não aceitam muito bem”, explicou Fernando Alonso, que colocou a McLaren pela primeira vez no top 10 da classificação e larga em oitavo.

A quinta etapa do campeonato tem largada às 10h10 deste domingo pelo horário de Brasília. Lewis Hamilton tem quatro pontos de vantagem em cima de Sebastian Vettel.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!