Topo

Fórmula 1

Hamilton vence última prova do ano na F1 em dia de acidente e despedidas

Hassan Anmar/AP
Lewis Hamilton foi pentacampeão antecipado em 2018, com 73 vitórias na história da Fórmula 1 Imagem: Hassan Anmar/AP

Do UOL, em São Paulo

25/11/2018 12h53

Pentacampeão mundial antecipado da Fórmula 1, Lewis Hamilton (ING/Mercedes) encerrou a temporada 2018 em grande estilo e venceu o Grande Prêmio de Abu Dhabi neste domingo. Sebastian Vettel (ALE/Ferrari) terminou em segundo lugar e Max Verstappen (HOL/Red Bull) fechando o pódio na terceira posição. Com o resultado no circuito de Yas Marina, o holandês fechou o ano na quarta posição, pois Valtteri Bottas (FIN/Mercedes) foi só o quinto colocado na corrida.

A prova deste domingo foi marcada por um sério acidente de Nico Hulkenberg (ALE/Renault) logo na segunda volta e mais quatro abandonos por problemas mecânicos, incluindo de Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), que se despede de sua equipe, e Marcus Ericsson (SUE/Sauber) e Esteban  Ocon (FRA/Force India), que deixam a Fórmula 1. Outro que deixa a categoria em 2018 é Fernando Alonso (ESP/McLaren), que terminou em 11º lugar. 

O espanhol proporcionou um momento divertido ao ser questionado por sua equipe a cinco voltas do fim se os mecânicos deveriam fazer algo por ele, para que ultrapassasse e terminasse em décimo, somando pontos. "Eu tenho 1800 pontos, por que vou querer 1801?". Na verdade, Alonso somou 1899 pontos na história da Fórmula 1.

A corrida

As primeiras voltas marcaram dois abandonos de prova logo cedo. O primeiro foi um acidente assustador entre Hulkenberg e Romain Grosjean (FRA/Haas), em que o alemão se deu mal: seu carro capotou e pegou fogo, causando apreensão no circuito. Pouco depois, Raikkonen foi ultrapassado por Charles Leclerc (MON/Sauber) e identificou problemas mecânicos em seu carro que obrigaram a deixar a prova. Era a última corrida do finlandês pela Ferrari, pois ano que vem ele estará na Sauber. Fim melancólico.

Depois houve mais despedidas: Ericsson teve problemas mecânicos e precisou abandonar a corrida. Ele deixa a Fórmula 1 em 2018 por decisão de sua equipe, assim como Sergey Sirotkin (RUS/Williams), Ocon e Stoffel  Vandoorne (BEL/McLaren). O próprio Ocon também se recolheu aos boxes perto do fim da prova para abandonar a corrida por uma perda de potência e Pierre Gasly (FRA/Toro Rosso) foi o quinto a parar a seis voltas do fim. Problemas mecânicos outra vez.

Depois dos eventos, o pole position Hamilton trocou os pneus por supermacios e voltou à disputa pelas primeiras posições. Ele retomou a ponta na volta 34, após as paradas também de Vettel, Verstappen e Ricciardo, que liderava até então. Vettel, inclusive, levou quase o dobro de tempo de Vestappen nos boxes, o que prejudicou seu rendimento na sequência da prova. A retomada de liderança do inglês se deu após uma leve chuva que caiu em alguns trechos do circuito, mas não chegou a molhar a pista.

Logo após Hamilton assumir a ponta e uma discussão ser aberta sobre ele ceder a vitória para Valtteri Bottas, o finlandês foi ultrapassado por Vettel na volta 35 e ameaçado por Verstappen e Ricciardo, que logo também passaram após o carro tocar no primeiro da Red Bull.  Bottas precisou ir aos boxes. 

Na sequência, Vettel diminuiu a desvantagem em relação a Hamilton restando poucas voltas para o fim, mas não conseguiu a ultrapassagem.

Sem camisa no pódio

Após a vitória, Lewis Hamilton ganhou elogios de Sebastian Vettel na entrevista ao ex-piloto da categoria, o escocês David Coulthard, e aproveitou o momento do pódio para arriar o macacão e mostrar as tatuagens que traz nas costas. Entre vários desenhos existe um espaço livre em formato de cruz, que o inglês apontou em meio ao banho de champanhe. 

Hassan Ammar/AP
Imagem: Hassan Ammar/AP

Classificação final do GP de Abu Dhabi

1 - Lewis Hamilton (ING/Mercedes)
2 - Sebastian Vettel (ALE/Ferrari)
3 - Max Verstappen (HOL/Red Bull)
4 - Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull)
5 - Valtteri Bottas (FIN/Mercedes)
6 - Carlos Sainz (ESP/Renault)
7 - Charles Leclerc (MON/Sauber)
8 - Sergio Perez (MEX/Force India)
9 - Romain Grosjean (FRA/Haas)
10 - Kevin Magnussen (DIN/Haas)
11 - Fernando Alonso (ESP/McLaren)
12 - Brandon Hartley (NZL/Toro Rosso)
13 - Lance Stroll (CAN/Williams)
14 - Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren)
15 - Sergey Sirotkin (RUS/Williams)
Abandonaram: Pierre Gasly (FRA/Toro Rosso), Esteban Ocon (FRA/Force India), Marcus Ericsson (SUE/Sauber), Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari) e Nico Hulkenberg (ALE/Renault)