Topo

Fórmula 1

Ricciardo dá adeus à Red Bull com visita a fábrica e passeio de bicicleta

Red Bull Racing/Divulgação
Imagem: Red Bull Racing/Divulgação

Do UOL, em São Paulo

01/12/2018 18h32

Daniel Ricciardo se despediu nesta sexta-feira (30) da Red Bull. Piloto da Renault na Fórmula 1 a partir de 2019, o australiano entrou para o programa de revelação de pilotos do conglomerado austríaco ainda em 2008, quando foi campeão da Fórmula Renault 2.0 WEC e vice da F-Renault 2.0 Eurocup. Na Fórmula 1, foi piloto de testes da Toro Rosso em 2010 e 2011, antes de estrear pela HRT em 2011. Em 2012, virou titular da própria Toro Rosso.

De malas prontas para sua nova equipe, o australiano visitou a fábrica da Red Bull na sexta-feira para uma programação especial. Não apenas para se despedir de funcionários, mas também para curtir o fim de seu ciclo.

Leia também:

"Hoje foi o último dia de Daniel na fábrica e foi tudo bem. Nós apertamos as mãos, demos muitos abraços que o deixaram realmente desajeitado e, em seguida, todos nós dissemos um grosseiro 'tchau' enquanto disparávamos insultos um para o outro e ríamos um pouco alto demais", brincou a Red Bull em texto publicado no seu site oficial.

O que houve de fato foi uma programação especial para uma despedida carinhosa. Ao lado do holandês Max Verstappen, seu companheiro desde 2016, Ricciardo andou de bicicleta na fábrica. Depois, os dois realizaram uma sessão de autógrafos com os funcionários. "Embora isso pareça estranho, a maioria dos funcionários não vê os pilotos com muita frequência, e essa era a chance que Daniel tinha para se despedir das pessoas que o ajudaram a conquistar sete vitórias", diz o texto da equipe.

Na sequência, o chefe de equipe da Red Bull, Christian Horner, discursou a respeito da passagem de Ricciardo pela escuderia. E comemorou o trabalho com o australiano entre 2014 e 2018. De quebra, o piloto ainda ganhou de presente da equipe uma moto KTM 350 SXF personalizada.