Topo

Fórmula 1


Hamilton reage, vence GP da Espanha e volta à liderança na Fórmula 1

Hamilton e Bottas, da Mercedes, em ação após a largada do GP da Espanha - Albert Gea/Reuters
Hamilton e Bottas, da Mercedes, em ação após a largada do GP da Espanha Imagem: Albert Gea/Reuters

Do UOL, em São Paulo

12/05/2019 11h49

Lewis Hamilton reagiu à ascensão de Valtteri Bottas e venceu hoje o GP da Espanha, em Barcelona, na quinta etapa da temporada da Fórmula 1. O atual campeão mundial, que largou em segundo, superou o companheiro de Mercedes logo na largada. Verstappen, da Red Bull, completou o pódio. Vettel e Leclerc, dupla da Ferrari, chegaram logo atrás.

O resultado obtido no GP da Espanha fez o piloto inglês assumir a liderança do campeonato, com 112 pontos, contra 105 do finlandês - Hamilton também fez a melhor volta corrida e, com isso, ganhou um ponto extra. A Mercedes, líder do mundial de construtores, alcançou a quinta dobradinha nas cinco primeiras provas de 2019, recorde histórico da Fórmula 1. Hamilton soma três vitórias na atual temporada, contra duas de Bottas.

A próxima etapa da Fórmula 1 será daqui a duas semanas, em Mônaco. O treino classificatório será no dia 25 de maio, às 10h (horário de Brasília). A sexta corrida do ano acontecerá no dia seguinte, às 10h10.

Hamilton supera Bottas na largada

Hamilton conseguiu superar Bottas após a largada, no trecho de 739 metros antes da primeira curva. O piloto finlandês acabou sendo atrapalhado por Vettel, que forçou uma ultrapassagem e quase superou o pole position - o alemão da Ferrari tentou fazer a curva por fora e até saiu da pista. Pressionado, Bottas sustentou a segunda posição, mas não conseguiu evitar que Hamilton assumisse a ponta. Vettel, por sua vez, perdeu a terceira posição para Verstappen.

Piloto inglês abre vantagem

Juan Medina/Reuters
Imagem: Juan Medina/Reuters

Antes do encerramento da segunda volta, Hamilton já tinha aberto dois segundos de vantagem para Bottas. Na décima, com o inglês marcando a volta mais rápida da prova àquela altura, a diferença já era de três segundos. Na 23ª, ela estava próxima de oito segundos.

Hamilton parou nos boxes na 28ª volta e optou por pneus médios, assim como Vettel e Bottas. Leclerc escolheu os duros. Verstappen, macios. As escolhas não mudaram o panorama da corrida, mas ajudaram Bottas a alcançar a melhor volta da corrida na 31ª volta. Vettel, porém, conseguiu ser o mais rápido da prova na 43ª volta. Hamilton, já no fim, superou ambos.

Disputa quente entre Vettel e Leclerc

Depois de buscar a liderança na largada e ter perdido a terceira posição para Verstappen, Vettel passou a ser pressionado por Charles Leclerc, que estava mais rápido na pista. Na 12ª volta, após uma ordem da Ferrari, Vettel abriu para o companheiro. A demora, porém, atrapalhou os planos da equipe. Na ocasião, Verstappen já estava quase cinco segundos à frente de Leclerc, que iniciou a busca ao piloto da Red Bull. Após as paradas nos boxes, Vettel, mais rápido na pista, conseguiu superar Leclerc, sem a intervenção dos diretores da Ferrari.

Carro de segurança na pista

Na 46ª volta, a 20 do fim, um acidente resultou na entrada do carro de segurança na pista. Os carros de Lando Norris e Lance Stroll se tocaram na curva 12 depois que o piloto da McLaren tentou uma ultrapassagem por fora. A limpeza da pista durou seis voltas. Na relargada, Hamilton manteve o bom desempenho e passou novamente a abrir vantagem em relação a Bottas nas últimas 14 voltas.

Hamilton repete roteiro

O atual campeão voltou a vencer com o mesmo roteiro dos dois triunfos anteriores na temporada 2019. No GP do Bahrein, o inglês largou em terceiro e conseguiu vencer a prova. Na China, fez o segundo melhor tempo no treino classificatório e conseguiu superar Bottas na corrida para cruzar a linha de chegada em primeiro.

A 15 vitórias de Schumacher

Hamilton mantém a caçada ao recorde de vitórias de Michael Schumacher. O heptacampeão mundial soma 91 triunfos na carreira. O pentacampeão agora tem 76. O terceiro maior vencedor da história é Vettel, com 56. Alain Prost e Ayrton Senna vêm em seguida, com 51 e 41, respectivamente.

Neymar e Daniel Alves vão a Barcelona

Mark Thompson/Getty Images
Imagem: Mark Thompson/Getty Images

Neymar e Daniel Alves marcaram presença no circuito de Barcelona. O atacante, que não atuará mais na atual temporada do futebol europeu, e o lateral-direito foram mostrados pelo perfil oficial da Fórmula 1 no Twitter. Os dois ex-jogadores do Barcelona estavam lado a lado na imagem. Eles também tiram foto com o piloto francês Pierre Gasly, da Red Bull.

Confira o resultado final do GP da Espanha:

1) Lewis Hamilton (Mercedes/ING)
2) Valtteri Bottas (Mercedes/FIN)
3) Max Verstappen (Red Bull/HOL)
4) Sebastian Vettel (Ferrari/ALE)
5) Charles Leclerc (Ferrari/MON)
6) Pierre Gasly (Red Bull/FRA)
7) Kevin Magnussen (Haas/DIN)
8) Carlos Sainz (McLaren/ESP)
9) Daniil Kvyat (Toro Rosso/RUS)
10) Romain Grosjean (Haas/FRA)
11) Alexander Albon (Toro Rosso/TAI)
12) Daniel Ricciardo (Renault/AUS)
13) Nico Hulkenberg (Renault/ALE)
14) Kimi Raikkonen (Alfa Romeo/FIN)
15) Sergio Perez (Racing Point/MEX)
16) Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo/ITA)
17) George Russell (Williams/ING)
18) Robert Kubica (Williams/POL)

OUT
Lance Stroll (Racing Point/CAN)
Lando Norris (McLaren/ING)