Topo

Fórmula 1


Hamilton vence GP da Grã-Bretanha pela sexta vez e amplia vantagem

Hamilton abraça a bandeira britânica após vencer a corrida em casa pela sexta vez - Matthew Childs/Reuters
Hamilton abraça a bandeira britânica após vencer a corrida em casa pela sexta vez Imagem: Matthew Childs/Reuters

DO UOL, em São Paulo

14/07/2019 11h35

O britânico Lewis Hamilton fez a festa da torcida local ao vencer hoje pela sexta vez o GP da Grã-Bretanha de Fórmula 1. Aproveitando a entrada do safety car, o líder do Mundial de Piloto passou o companheiro de Mercedes Valtteri Bottas no momento das paradas nos boxes para garantir uma nova vitória em Silverstone e ampliar a vantagem na temporada.

A corrida ainda ficou marcada pela disputa entre Max Verstappen e Charles Leclerc e por um acidente entre o holandês da Red Bull e Sebastian Vettel. Bottas ficou em segundo e Leclerc em terceiro, completando o pódio.

Hamilton comemorou também a melhor volta da corrida, ganhando um ponto extra. Assim, chegou aos 223 pontos, ampliando a vantagem em cima de Bottas, que tem 184.

Com a vitória, Hamilton ainda se isolou como maior vencedor de Silverstone na F1, deixando Jim Clark e Alain Prost, com cinco, para trás.

Veja como terminou a corrida

Disputa entre dupla da Mercedes na quarta volta
O GP da Grã-Bretanha esquentou logo na quarta volta, quando Hamilton e Bottas protagonizaram uma intensa disputa pela liderança. O finlandês primeiro levou o X de Hamilton, mas deu o troco para manter a primeira posição que já sustentava desde a largada.

A disputa teve seu momento decisivo cortado pela geradora de imagens, o que gerou reclamações de fãs da categoria em todo o mundo. O narrador da "Rede Globo" Galvão Bueno também se irritou com o vacilo da transmissão oficial da Fórmula 1.

Safety-car muda curso da corrida
A entrada do safety-car na 20ª volta depois que o Giovinazzi parou na área de brita mudou o curso da corrida. Bottas tinha acabado de voltar dos boxes, e Hamilton aproveitou o momento para fazer a parada e voltar à frente do companheiro de Mercedes.

Para piorar, Bottas foi o único entre os pilotos que brigavam pelas primeiras colocações a voltar com os pneus médios, com todos os outros rivais mudando de estratégia com a entrada de safety car e colocando pneus duros. No final, o finlandês ainda teve que voltar aos boxes para uma última troca, mas manteve ao menos a segunda colocação.

Rivalidade à flor da pele
Charles Leclerc e Max Verstappen reativaram neste domingo a rivalidade que esquentou o último GP. Os pilotos da Ferrari e da Red Bull, respectivamente, protagonizaram por diversos momentos da corrida disputas por posição. Até mesmo nos boxes eles ficaram lado a lado.

No GP da Áustria, há duas semanas, Verstappen obteve a vitória em cima de Leclerc com uma manobra que causou polêmica, mas que escapou de punições da direção da prova. O mesmo aconteceu hoje, com a organização deixando a disputa sem interferências mesmo com toques de lado a lado.

Verstappen e Leclerc lado a lado em Silverstone - Matthew Childs/Reuters
Verstappen e Leclerc lado a lado em Silverstone
Imagem: Matthew Childs/Reuters

Vettel x Verstappen
Apesar da disputa intensa com Leclerc ao longo da corrida, foi com o outro piloto da Ferrari que Verstappen teve seu momento mais delicado na corrida.

Na 38ª volta, o holandês fez a ultrapassagem em cima de Vettel pela terceira colocação, mas o alemão acabou batendo na sua traseira na sequência. A direção da prova avaliou que Vettel errou o ponto de frenagem e aplicou punição de 10 segundos. Vettel terminou em 16º, enquanto Verstappen perdeu posições e foi o quinto.

Presenças ilustres
Uma das provas mais tradicionais da Fórmula 1, Silverstone recebeu diversas personalidades nos paddocks neste domingo. Entre elas, se destacam a do técnico do Tottenham, Mauricio Pochettino, e o ator Daniel Craig.