Bahia entrará como interessado no caso V. Ramos. Vitória vê como motivação

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/VItória

    Vágner Mancini promete usar atitude do Bahia como motivação

    Vágner Mancini promete usar atitude do Bahia como motivação

Em entrevista coletiva concedida na última segunda-feira, o presidente Marcelo Sant'Ana confirmou que o Bahia entrará como um dos interessados no caso Victor Ramos. No mesmo dia, um pouco mais cedo, o Flamengo de Guanambi, time eliminado pelo Vitória nas quartas de final do Estadual, havia adiantado que acionaria o clube rubro-negro no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-BA) por uma suposta escalação irregular do zagueiro Victor Ramos.

A postura da diretoria do Bahia foi reprovada pelo técnico Vágner Mancini. Segundo ele, tal atitude pode inclusive ser usada como motivação ao time do Vitória em um futuro confronto entre as equipes.

"Acho que o Marcelo Sant'Ana acabou se expondo de uma maneira que não deveria. De falar que isso não vai ser usado futuramente, estaríamos mentindo. Vamos usar isso, pois o futebol também é feito de agente motivador", disse Mancini em entrevista ao programa Globo Esporte, da TV Bahia.

O treinador rubro-negro confirmou ainda que escalará normalmente o zagueiro Victor Ramos na primeira partida da semifinal do Campeonato Baiano, inicialmente marcada para o dia 10 de abril, contra o Juazeirense, fora de casa.

"O Vitória hoje não tem medo que tenha algum tipo punição. O Victor vai jogar e vai estar em campo no jogo seguinte", completou o técnico.

Entenda o caso

Emprestado pelo Monterrey, do México, ao Vitória até o fim da temporada, Victor Ramos teve seu nome publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no dia 18 de março.

Porém, de acordo com o parágrafo terceiro do artigo 20 do regulamento do Campeonato Baiano, 'nas transferências internacionais, independentemente do protocolo dos documentos de registro e inscrição do atleta só terá condição legal de jogo após a devida concessão da transferência pela CBF e se o seu nome estiver incluído no BID da CBF até às 19h do dia 16 de março, prazo final das inscrições de atletas'.

A defesa do Vitória é que a transferência de Victor Ramos não é internacional, já que ele estava emprestado ao Palmeiras – seu último clube – e o Monterrey não pediu o seu retorno. Sendo assim, seria uma transferência nacional, assim como também alegou a Federação Bahiana de Futebol (FBF) em nota oficial publicada na última segunda-feira.

Na nota, a FBF diz que "a inscrição do atleta Victor Ramos Ferreira no Campeonato Baiano de Futebol Profissional Série A - 2016, pelo Esporte Clube Vitória, se deu com base em contrato regularmente registrado em 16/3/2016 e em informação da CBF, posteriormente ratificada por e-mail, no sentido de que se tratou de transferência nacional, pois o ITC (Certificado de Transferência Internacional) já estava no Brasil".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos