Filhos de Tite e Dorival influenciam Corinthians e Santos e ganham status

Dassler Marques e Samir Carvalho

Do UOL, em São Paulo

  • Rodrigo Gazzanel/Agência Corinthians

    Matheus Bachi e o pai Tite, lado a lado, em treinamento no Corinthians

    Matheus Bachi e o pai Tite, lado a lado, em treinamento no Corinthians

Sabe aqueles detalhes que muitas vezes passam despercebidos, mas são fundamentais nos trabalhos dos grandes clubes? É normalmente aí que entram Matheus Bachi e Lucas Silvestre, seguramente coadjuvantes, mas com sua importância no clássico entre Corinthians e Santos nesta quarta-feira (01). 

Filhos de Tite e Dorival Júnior respectivamente, Matheus e Lucas ganharam status em seus clubes nos últimos meses e dão, cada qual à sua maneira, contribuições importantes no dia a dia das comissões técnicas. Naturalmente grudados aos pais, são também canais que ambos os treinadores encontraram para se atualizar sobre o que há de mais moderno no futebol atual. 

LEIA TAMBÉM: CORINTHIANS É ABSOLUTAMENTE FAVORITO CONTRA O SANTOS, DIZ PVC NO TABELINHA

Em um estágio mais avançado da carreira, Lucas Silvestre se tornou um dos membros mais atuantes no time de trabalho. Aos 28 anos, ele está na equipe de Dorival desde 2011, no Atlético-MG, e tem subido degraus na hierarquia da comissão técnica. Passou o experiente Ivan Izzo, antigo braço direito do pai, e em 2016 no Santos superou até Marcelo Fernandes, campeão paulista do ano passado como técnico. 

Ricardo Saibun/Santos FC
Dorival Júnior ouve o filho, Lucas Silvestre, em atividade no Santos

Um dos pontos importantes na Vila Belmiro é que Lucas possui muita moral com o elenco. Jogadores como Vítor Bueno e Victor Ferraz, por exemplo, já o buscaram no banco de reservas em comemorações de gols. O filho de Dorival comanda boa parte dos treinos do Santos e ainda é o responsável por preleções antes dos jogos. O pai só fala nos vestiários.

A experiência adquirida ao longo de passagens pelas divisões de base do Avaí e clubes como Vasco, Palmeiras e Internacional também permite a Lucas participar da análise de próximos adversários e opinar, inclusive, sobre a carga física dos atletas em cada atividade. Recentemente, comandou o Santos em dois jogos da Copa do Brasil – empate com o Santos-AP por 1 a 1 e vitória por 3 a 0 diante do Galvez-AC, o que eliminou o jogo de volta.

FILHO DE TITE CHEGOU À COMISSÃO EM SETEMBRO

Se Dorival conta com o filho por perto há cinco anos, a chegada de Matheus Bachi à comissão técnica de Tite é bem mais recente. O desejo do treinador em fazer a incorporação era antigo, mas a oportunidade só se abriu em setembro do ano passado. Mesmo assim, o fato é que Matheus, 27 anos, já era um conselheiro do pai há bem mais tempo, segundo quem trabalha com ele. Guerrero, em 2012, e Lucca, em 2015, foram aquisições que também tiveram o dedo do filho. 

No Corinthians, também pela experiência como jogador em equipes menores do interior gaúcho e pela base do Internacional (jogou com Alexandre Pato), Matheus adquiriu certo respeito dos atletas que, muitas vezes, têm faixa etária similar à sua. É discreto, e até por isso virou confidente de alguns. Evita os holofotes e, segundo quem está no dia a dia, faz poucas interferências. Ele é um dos três auxiliares de Tite, ao lado dos experientes Cléber Xavier e Fábio Carille. 

Entre as diversas atribuições, Tite conta que está em "abordagem dos jogadores que chegam. Mostrar o sistema, saber que posições cada um exerce, como funcionam todas as bolas paradas e onde se sente bem", descreve. "O filho do Júnior é um auxiliar direto, o Matheus está galgando seu espaço. Não quero que o pai comente a respeito. O pai é mais exigente com os filhos que com os outros, mas ele comeu muita massa para chegar aonde chegou. Fez uma preparação muito grande", desconversou, de certa forma, Tite. 

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS x SANTOS

Data: 01/06/2016 (quarta-feira), às 21h (Brasília)
Local: Arena Corinthians, em São Paulo
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Auxiliares: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (Asp Fifa/SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (CBF 1/SP)

CORINTHIANS: Walter; Fagner, Felipe, Vílson e Uendel; Bruno Henrique e Cristian; Marquinhos Gabriel, Guilherme e Giovanni Augusto; Luciano. 
Treinador: Tite

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Renato e Thiago Maia; Vitor Bueno, Ronaldo Mendes e Paulinho; Joel. 
Treinador: Dorival Júnior

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos