Após 1º não, Corinthians se divide por experiente Oswaldo e jovem Sylvinho

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • AP Photo/Felice Calabro

    Sylvinho é nome bem avaliado dentro do Corinthians, que reflete sobre inexperiência

    Sylvinho é nome bem avaliado dentro do Corinthians, que reflete sobre inexperiência

Ainda não há um nome que agrade em 100% o Corinthians para substituir Tite. Neste momento, com a confirmação de que perdeu seu treinador para a seleção brasileira, a direção avalia possibilidades. São dois nomes com maior força: o experiente Oswaldo de Oliveira e o jovem Sylvinho.

Conforme o roteiro previsto, o nome de Eduardo Baptista foi o primeiro sobre quem a direção do Corinthians avançou. O treinador da Ponte Preta, desejo do ex-presidente Andrés Sanchez, era o de maior aceitação dentro da cúpula. Mas, fiel ao compromisso firmado com a Ponte Preta, Eduardo avisou que não trocaria de clube em meio à disputa do Campeonato Brasileiro 

Também existia uma inclinação pelo nome de Abel Braga entre os dirigentes do Corinthians, mas dois motivos fizeram ele ser praticamente descartado. O principal é que ele já está em tratativas no Flamengo, com o qual mantém conversas há algum tempo. Além disso, várias pessoas próximas ao presidente Roberto de Andrade se mostraram resistentes porque Abel treinou o Internacional em 2007, quando uma polêmica entre corintianos e colorados marcou o rebaixamento alvinegro à Série B. 

O ponto adicional em relação a isso é que Roberto de Andrade está inclinado a contratar um treinador mais jovem, capaz de se enquadrar na comissão técnica atual do clube e se encaixar à hierarquia no que diz respeito à diretoria. Edu Gaspar, de saída para a CBF, e o coordenador técnico Alessandro, que será promovido, apresentaram um nome que agradou: o ex-lateral Sylvinho, atualmente auxiliar técnico de Roberto Mancini na Inter de Milão-ITA.

Determinado a repatriar Sylvinho para o Corinthians, pelo qual foi auxiliar técnico de Tite e Mano Menezes, o gerente Edu Gaspar chegou a realizar sondagens e ouviu do ex-colega de clube que ele estaria disposto a voltar da Itália para ser o treinador corintiano. A direção pondera quanto à inexperiência dele para o cargo, mas Roberto de Andrade e Andrés refletem sobre a ideia. Sylvinho compõe comissões técnicas como auxiliar há quase seis anos.  

Se a inexperiência falar mais alto, o nome de Oswaldo de Oliveira também está muito bem cotado. Roberto de Andrade tem o atual treinador do Sport em boa conta, mas a contratação dele pode representar um custo maior para o clube. Antes de confirmar a volta de Tite no fim de 2014, o Corinthians chegou a sondar Oswaldo sobre suas pretensões salariais, e a pedida à época assustou a direção. A pessoas próximas, Oswaldo já disse estar ciente de que é cotado para voltar ao Parque São Jorge, onde foi campeão do Mundial de Clubes de 2000. 

Enquanto não encontra um sucessor para Tite, o que é prioridade número um, o Corinthians será dirigido pelo auxiliar técnico Fábio Carille. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos