Inter prepara 'notícia de infração' para tentar tirar pontos do Vitória

Jeremias Wernek e Rodrigo Mattos

Do UOL, em Porto Alegre e Rio de Janeiro

  • AFP PHOTO / Heuler Andrey

    Victor Ramos é o centro da polêmica que voltará aos tribunais

    Victor Ramos é o centro da polêmica que voltará aos tribunais

O Internacional apresentará uma notícia de infração ao STJD para retomar o 'caso Victor Ramos'. Advogados do clube gaúcho já estão no Rio de Janeiro preparando a peça. O objetivo do Colorado é fazer com que o Superior Tribunal de Justiça Desportiva retome o tema da inscrição do zagueiro do Vitória, emprestado pelo Monterrey-MEX. O time baiano é rival do Colorado na luta contra o rebaixamento.

O UOL Esporte já havia mostrado que o Inter analisava o caso e via brecha para acionar o Vitória no tribunal.

Advogados do Internacional deixaram Porto Alegre e chegaram ao Rio de Janeiro nesta quinta-feira (24). A ideia é protocolar a notícia de infração antes do final de semana e da 37ª rodada do Campeonato Brasileiro.

No domingo, o Inter recebe o Cruzeiro. Na segunda-feira, o Vitória visita o Coritiba. Caso o time gaúcho não vença, pode ser rebaixado matematicamente com uma rodada de antecedência.

A notícia de infração é um mecanismo que leva à procuradoria do tribunal possível irregularidade a ser denunciada. No caso em questão, o Internacional busca que a denúncia apresentada pelo Bahia, durante o Campeonato Baiano, seja retomada.

Em junho, a denúncia apresentada no STJD foi arquivada. O Bahia ingressou com embargo após o procedimento e o arquivo foi reaberto logo em seguida. Atualmente, o tema está parado no tribunal.

No Superior Tribunal de Justiça Desportiva, o caso é considerado como encerrado. O entendimento na procuradoria é de que apenas um fato novo poderá fazer a denúncia ser retomada.

Entenda o caso

Victor Ramos estaria irregular por conta de sua transferência para o Vitória logo após o final de seu empréstimo ao Palmeiras, pelo qual jogou o Brasileirão 2015. Ramos tem seus direitos ligados ao Monterrey, do México, e, quando de sua transferência do Palmeiras para o Vitória, o rito na negociação não seguiu as recomendações do sistema TMS – Transfer Market System, ou Sistema de Mercado de Transferências, em tradução livre. Na ocasião, de acordo com o sistema, a transferência partiu direto do clube paulista para o baiano, quando o procedimento padrão deveria ser feito pelos mexicanos.

Legalmente, o contrato de Victor Ramos com o Palmeiras se encerou em 31 de dezembro de 2015, com o contrato com o Vitória se iniciando em 1º de fevereiro de 2016. Durante o mês de janeiro, Ramos não teve seu registro voltando ao México. A presença do Palmeiras nos sistemas da Fifa caracteriza a transferência direta entre os brasileiros.

Não há qualquer risco de irregularidade em relação ao Palmeiras, que teve vínculo encerrado com o atleta e desde então não está envolvido ativamente em nenhum trâmite.  O trâmite sem passar de volta pelo clube mexicano e diretamente pelo Brasil tem como objetivo evitar custos operacionais.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos