Palmeiras espanta jejum de vitórias e bate Flu após atrito entre diretorias

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

O Palmeiras voltou a sentir o sabor de uma vitória neste sábado, no Allianz Parque. Com gols de Guerra, Keno e Roger Guedes, superou o Fluminense por 3 a 1 – Henrique Dourado descontou em partida disputada dentro de campo e que foi quente nos bastidores.

O resultado dá alívio duplo aos palmeirenses: eram quatro jogos consecutivos sem vencer, além de quatro rodadas do Brasileirão em que também não ganhavam. Assim, a equipe dirigida por Cuca chega a 7 pontos e sobe, neste momento, para o oitavo lugar. O Fluminense fica com 10 pontos, no momento em quinto.

Durante a semana, o Palmeiras apresentou oferta verbal de R$ 40 milhões para adquirir o atacante Richarlison. A conduta palmeirense irritou os dirigentes do Fluminense, que acompanharam o clássico nos camarotes do Allianz Parque e cancelaram uma reunião que estava marcada. O jogador pediu para não atuar devido ao fato.

O melhor: Roger Guedes

Irregular, o veloz atacante palmeirense teve um jogo à altura de seus melhores momentos. Com muita velocidade com Keno e ele, o Palmeiras encontrou dois gols. O primeiro, feito pelo colega, teve assistência de Roger, que ainda arrancou em velocidade para matar a partida com belo gol nos acréscimos.

O pior: Marquinho

Escalado no lugar de Renato, titular no meio de semana, mais uma vez teve atuação abaixo da crítica. Lento, pouco pegou na bola e esteve mal tecnicamente. Saiu no segundo tempo.

Lesão e choro

Luis Fernando, do Fluminense, ficou em campo apenas cinco minutos, e saiu com uma lesão no joelho direito. No banco de reservas, o volante chorou muito, e será avaliado para que se tenha uma ideia da gravidade da lesão. Foi substituído por Nogueira, que foi para a zaga, enquanto Henrique acabou deslocado para jogar de volante

Toma lá, dá cá

O Palmeiras abriu o placar logo aos nove minutos, em lance que partiu de cobrança de lateral, pela primeira vez em 2017. Willian escorou de cabeça e Guerra fuzilou de primeira. O Fluminense conseguiu reagir dez minutos depois: Calazans, o substituto de Richarlison (na mira do Palmeiras) fez boa jogada pela direita e cruzou para Henrique Doruado finalizar.

Nervos à flor da pele

Ex-Palmeiras, Henrique comemorou seu gol contra o ex-clube fazendo o tradicional gesto do ceifador, fingindo cortar a própria garganta. Felipe Melo não gostou e foi tirar safistação, batendo boca com o centroavante. A discussão gerou cartão amarelo para os dois.

Locutor torcedor é liberado

Motivo de discussão no Palmeiras nesta semana, o comportamento do locutor Marcos Costi foi mais semelhante ao de outros tempos. Ele se comportou com naturalidade e incentivou a equipe da casa em parceria com as arquibancadas. Marcos havia sido, de certa forma, censurado em jogos recentes por provocações a adversários, o que não ocorreu contra o Fluminense.

Cuca tenta neutralizar arma do Fluminense

A principal jogada dos visitantes na etapa inicial foi Calazans em velocidade sobre Jean, o que deu origem ao gol de Henrique Dourado. No intervalo, Cuca tomou providências para tentar neutralizar o setor com a entrada de Thiago Santos na vaga do próprio Jean. Assim, Tchê Tchê é quem foi atuar na defesa para tentar conter o substituto de Richarlisson, alvo do Palmeiras. Alguns minutos depois, Cuca colocou Fabiano para ser o terceiro lateral direito em campo na tarde pelo alviverde.

Scarpa mostra que ainda procura o melhor nível

Referência do Fluminense, o meia Gustavo Scarpa segue sem repetir as atuações que tinha regularmente antes de grave lesão no pé direito e o afastou dos gramados por dois meses e meio. Escalado pelo lado direito do campo neste sábado, teve atuação bastante discreta e não conseguiu vencer os duelos pessoais com o experiente Zé Roberto.

Prass se recupera com grandes defesas

Depóis de falhas nas últimas partidas, Fernando Prass se recuperou e fez duas grandes defesas que garantiram a vitória do Palmeiras.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS x FLUMINENSE

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data: 10 de junho de 2017 (sábado)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Gols: Guerra, 9'/1ºT (1-0); Henrique Dourado, 18'/2ºT (1-1); Keno, 40'/1ºT (2-1), Roger Guedes, 48'/2ºT (3-1)
Cartões amarelos: Felipe Melo, Zé Roberto, Roger Guedes (Palmeiras); Henrique, Henrique Dourado (Fluminense)

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean (Thiago Santos), Edu Dracena, Juninho e Zé Roberto; Felipe Melo (Fabiano), Tchê Tchê e Alejandro Guerra; Roger Guedes, Keno (Michel Bastos) e Willian.
Técnico: Cuca.

FLUMINENSE: Julio Cesar; Lucas, Reginaldo, Henrique (Marcos Júnior) e Léo; Luis Fernando (Nogueira), Wendel e Marquinho (Matheus Alessandro); Gustavo Scarpa; Calazans e Henrique Dourado
Técnico: Abel Braga.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos