Com desfalques, Corinthians finalmente expõe fraquezas após série histórica

Do UOL, em São Paulo

Dois empates seguidos contra times que lutam contra o rebaixamento fizeram a diferença em relação ao Grêmio quase cair pela metade em duas rodadas. Com desfalques, o Corinthians ficou no 0 a 0 com o Avaí e agora tem seis pontos de vantagem sobre os gaúchos.

Segue sendo uma campanha impressionante, com 82% de aproveitamento e folga na tabela, mas o time pela primeira vez completa dois jogos sem vencer. Até então, o Corinthians tinha 11 vitórias em 13 rodadas e uma consistência impressionante que permitiu dez pontos de vantagem na liderança. Dois tropeços e a diferença caiu pela metade, ao mesmo tempo em que o time começa a sofrer com a sequência de jogos. 

Contra o Atlético-PR, no fim de semana passado, o time não pôde contar com Guilherme Arana e Rodriguinho, suspensos, além de Pablo, lesionado. Na última quarta-feira, no empate sem gols em Florianópolis, o treinador precisou fazer duas substituições no começo do confronto. Primeiro, Pablo deixou o campo com dores na parte posterior da coxa direita - a mesma lesão o tirou do jogo contra o Atlético-PR.

Outra baixa foi Jadson, que deixou o campo aos 14 minutos da primeira etapa exames após um choque com o zagueiro Betão. Com dores na costela, o meio-campista chegou a ser levado a um hospital para fazer exames, que apontaram fratura. Com isso, o jogador desfalcará o Corinthians por 30 dias.

Sem o camisa 10, Carille lançou Marquinhos Gabriel na partida diante do Avaí. Diante do Fluminense, domingo que vem, mais problemas: o substituto de Jadson está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O treinador, dessa forma, tem duas opções para a vaga: Clayson e Pedrinho.

"Corinthians não se abala"

Segundo Carille, o segundo jogo sem vitória no Brasileirão não fará o time alvinegro mudar a estratégia. Desde o início do Brasileirão, a ideia do Corinthians é traçar metas rodada a rodada - tal postura foi definida em uma reunião antes da estreia com a Chapecoense.

"Não tem de abalar nada, o campeonato vai ser decidido nas últimas rodadas. A gente disparou no início e isso é bom, mas sabe que não vai conseguir manter 87, 88, 89%. Não temos de nos abalar, estamos no caminho certo, liderando. Será definido nas últimas rodadas", disse o comandante.

Carille citou a campanha do Corinthians no título brasileiro de 2015. O treinador corintiano admitiu que o desempenho obtido naquela ocasião é um exemplo para o time atual.

"A exigência é de vocês, trabalhamos aqui com os pés no chão. O Corinthians foi campeão em 2015 com 81 pontos, 71%. Eu trabalho com essa média. A expectativa foi criada por vocês. Estamos bem e conscientes de tudo o que está acontecendo", afirmou o treinador.

Treinador prevê chegada de mais times

Com o empate na Ressacada, o Corinthians alcançou os 37 pontos na tabela do Brasileirão. O Grêmio, que bateu o Vitória por 3 a 1 fora de casa, soma 31 pontos. Para Carille, no entanto, outras equipes buscarão a liderança na próxima rodada. "O Grêmio está mais perto hoje, mas muitas equipes vão chegar também", frisou.

O grupo dos quatro primeiros colocados ainda traz o Santos, com 27 pontos, e o Flamengo, com 25. Na próxima rodada, o Corinthians volta a atuar fora de casa, contra o Fluminense, no Maracanã. Já o Grêmio pega o São Paulo no Morumbi.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos