Sem Rodrigo Caio, Dorival tem de mudar zaga do São Paulo pela primeira vez

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

t

Não bastasse ter de recuperar o moral dos jogadores após a derrota por 2 a 1 em casa para o Coritiba, no Morumbi, nesta quinta-feira (3), Dorival Júnior precisa pensar em como vai escalar a sua dupla de zaga na próxima rodada. Contra o Bahia, fora de casa, o treinador não poderá contar com Rodrigo Caio, que levou o terceiro cartão amarelo no Campeonato Brasileiro e terá de cumprir suspensão.

Ou seja, pela primeira vez na competição, o técnico não poderá escalar Arboleda e Rodrigo Caio. Aliás, essa dupla tinha sido utilizada desde o clássico com o Santos, quando o então auxiliar Pintado dirigiu o time. Neste período, foram sete partidas (duas vitórias, dois empates e três derrotas). O favorito para ocupar a vaga é Militão.

Revelado nas categorias de base e promovido por Rogério Ceni nesta temporada, o jovem, de 19 anos, disputou sete partidas pelo time profissional, sendo todas no nacional. A última vez que ele entrou em campo foi na derrota para o Atlético-PR, no 21 de junho.

Outras duas opções que Dorival poderá estudar são Lugano e Douglas, ambos também estão sem ritmo de jogo. Sem atuar desde o dia 2 de julho, contra o Flamengo, o uruguaio de 36 anos não havia sido nem sequer relacionado para os dois últimos jogos. Nesta temporada, ele disputou 11 partidas - sendo quatro no Brasileiro. Douglas teve ainda menos oportunidades. O zagueiro, de 27 anos, jogou sete partidas em 2017 - a última foi no clássico com o Corinthians, dia 11 de junho. 

Já o beque Aderllan, que fora contratado no dia 11 de junho, ainda faz o processo de recuperação física e não deve ser relacionado para a partida deste domingo. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos