SP descarta blindar Rodrigo Caio em polêmica com Jô antes de clássico

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Érico Leonan/saopaulofc.net

    Rodrigo Caio se reapresenta ao São Paulo nesta terça-feira, no CT da Barra Funda

    Rodrigo Caio se reapresenta ao São Paulo nesta terça-feira, no CT da Barra Funda

Quando Jô marcou de braço o gol da vitória do Corinthians sobre o Vasco neste domingo, imediatamente quase todos se lembraram de Rodrigo Caio. O zagueiro e o atacante foram o centro da polêmica do fair play no primeiro semestre e dominaram os noticiários - na ocasião, o defensor conversou com o árbitro e evitou que o adversário recebesse um cartão amarelo. Coincidentemente, os dois vão se reencontrar em clássico neste domingo, no Morumbi. Mesmo assim, o São Paulo não deve fazer um trabalho de blindagem ao defensor.

Da mesma maneira que aconteceu na última semana quando se preparou para ganhar do Vitória por 2 a 1, os jogadores do Tricolor não devem conceder entrevistas coletivas antes da partida de domingo. Porém, a tendência é de os atletas passarem por uma zona mista para falar com a imprensa durante a reapresentação no CT da Barra Funda, nesta terça-feira.

Segundo apurou a reportagem do UOL Esporte, a assessoria de imprensa não vai impedir o Rodrigo Caio de conversar com os jornalistas. E o zagueiro costuma sempre atender à imprensa antes e depois das partidas. 

No primeiro semestre, porém, o jogador ficou chateado com a repercussão que a polêmica com Jô ganhou. Na época, depois de explicar a sua conduta ainda no Morumbi, ele evitou falar sobre assunto. Até porque dizia não ter nada para acrescentar.

O caso 

No primeiro jogo da semifinal do Campeonato Paulista, o zagueiro avisou o árbitro de que ele havia encostado em Renan Ribeiro e impediu que o atacante recebesse o cartão amarelo. Caso tivesse sido suspenso, ele não teria disputado o segundo e decisivo duelo. Coincidentemente, Jô fez, impedido, o gol no empate por 1 a 1 no jogo seguinte.

"Não fiz nada demais, fiz só o que deveria fazer. Não me arrependo do que eu fiz. Não me arrependo nem um pouco. Acho que fiz a coisa certa, então bola para frente, vida que segue", disse o zagueiro, na época.

O fair play de Rodrigo Caio gerou questionamento até mesmo de integrantes do elenco, como o ex-companheiro Maicon, e a bronca do então treinador Rogério Ceni no vestiário. Depois da partida, Jô fez questão de destacar o caráter de são-paulino diversas vezes e garantiu que teria a mesma postura se passasse por uma situação parecida. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos