Sidão salva no fim, SP vence Sport e sai da zona de rebaixamento

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo

Enfim, fora. Depois de oito rodadas consecutivas diante da ameaça da Série B, o São Paulo termina uma jornada fora da zona de rebaixamento. Na tarde deste domingo, diante de mais de 43 mil pessoas no Estádio do Morumbi, o clube tricolor derrotou o Sport pelo placar de 1 a 0, gol de Marcos Guilherme e dois "milagres" de Sidão no fim, e se afastou da região mais indesejada da tabela, com a qual conviveu em 13 das 26 rodadas do Campeonato Brasileiro.

Longe do desempenho das últimas jornadas, especialmente com um segundo tempo no qual testemunhou um Sport mais ousado e presente no ataque, o São Paulo se sustentou com atuação segura do sistema defensivo. A equipe do Morumbi, com a oitava vitória na Série A, subiu para o 14º posto, com 31 pontos. O Sport fica com 30, em 16º.

A subida na tabela de classificação representa tranquilidade para Dorival Júnior e companhia. Com a parada para as eliminatórias sul-americanas no próximo fim de semana  – o Brasil encerra participação contra a Bolívia e Chile -, o Campeonato Brasileiro retorna somente daqui a duas semanas.

No dia 11, a partir das 21h45 (de Brasília), o São Paulo encara o Atlético-MG, em Belo Horizonte. Já o Sport, cada vez mais ameaçado de rebaixamento, joga no dia 12 contra o Vitória, concorrente direto contra a queda – assim como os são-paulinos neste sábado -, às 17h, no Barradão.

Quem foi bem: Sidão

O goleiro são-paulino apareceu muito bem no fim do jogo. Foram duas defesas espetaculares para assegurar a vitória que tirou o time do Morumbi da zona de rebaixamento; pela primeira vez em nove jogos, o hexacampeão nacional sai sem sofrer um gol. O reconhecimento veio das arquibancadas: os torcedores ovacionaram o goleiro na saída de campo. O jogador rechaçou o papel de herói.

Quem foi mal: Lucas Fernandes

THIAGO BERNARDES/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Lucas Fernandes teve uma atuação discreta diante do Sport no Morumbi

O jovem jogador são-paulino errou muito durante a partida e pouco colaborou ofensivamente para o São Paulo, que, apesar da vitória, não brilhou no domingo. A revelação de Cotia, inclusive, deixou a partida no meio do segundo tempo, sem criar perigo ao adversário.

Marcos Guilherme se redime

MARCOS BEZERRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Marcos Guilherme assegurou a vitória para o São Paulo neste domingo

Mesmo longe de uma atuação brilhante, Marcos Guilherme voltou a ser decisivo para o São Paulo. O meia-atacante tratou de abrir o placar aos 35min, em lance de oportunismo – aproveitou rebote da defesa do Sport e balançou as redes. O gol, no entanto, veio em forma de redenção. Na melhor (e única) chance são-paulina da primeira etapa, o camisa 23 parou no goleiro Magrão. Mais que felicidade, o gol foi um alívio.

Olha o carinho da torcida

MARCOS BEZERRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Wesley recebeu vaias constantes dos torcedores são-paulinos

O torcedor são-paulino presente no Morumbi não perdoou Wesley, hoje no Sport. Titular pelo clube pernambucano no compromisso deste domingo, o meio-campista recebeu vaias em todos os momentos em que pegou na bola. O motivo? A passagem pelo Morumbi, na qual deixou poucas saudades e recebeu muitas críticas, especialmente nos meses finais com a camisa do hexacampeão nacional.

São Paulo instável conta com a sorte

Até abrir o placar, o São Paulo se apresentava aquém do desempenho demonstrado nas últimas rodadas. A pressão na saída de bola exercia pelo Sport dificultava o jogo da equipe de Dorival Júnior. No entanto, a sorte apareceu para o lado tricolor, a fim de aliviar a pressão que já era iniciada pelos torcedores. Quando o relógio apontava 35min, a bola rebateu na zaga pernambucana e sobrou limpa para Marcos Guilherme abrir o placar.

Sport cresce no 2º tempo

MARCOS BEZERRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Luxemburgo viu o Sport crescer no segundo tempo e quase empatar

A equipe de Vanderlei Luxemburgo levava perigo e conseguia controlar o São Paulo – chegou a acertar o travessão com Anselmo. Entretanto, o azar que resultou no gol de Marcos Guilherme mudou a partida no Morumbi. O Sport, que investia no jogo de velocidade pelos lados, viu o adversário adquirir confiança e crescer. Precisou a parada do intervalo e a entrada de Osvaldo para os pernambucanos ameaçarem a meta de Sidão.

Dorival Junior alcança 4º jogo de invencibilidade

Na briga contra o drama do rebaixamento, o técnico Dorival Júnior alcançou uma marca importante na tarde deste domingo. Com o resultado deste domingo diante do Sport, o São Paulo alcançou a quarta partida consecutiva de invencibilidade. O crescimento nos resultados se reflete na atual posição da tabela, afastada da zona mais indesejada da tabela.

Luxemburgo recorre a ex-são-paulino

A queda de desempenho do Sport após sofrer o gol de Marcos Guilherme obrigou Vanderlei Luxemburgo a mudar. A velocidade pelas laterais, que ameaçava o São Paulo no primeiro tempo, ganhou mais um aliado com a entrada de Osvaldo. O ex-jogador da equipe do Morumbi, entretanto, foi pouco acionado durante a etapa final de jogo.

Ficha Técnica

São Paulo 1 x 0 Sport

Data: 1º de outubro de 2017
Hora: 16h (de Brasília)
Local: Estádio Morumbi, em São Paulo (SP)
Gol: Marcos Guilherme, 35' 1ºT (São Paulo

São Paulo: Sidão, Militão, Rodrigo Caio, Arboleda e Edimar; Petros, Hernanes, Marcos Guilherme (Jonathan Gómez), Cueva (Shaylon) e Lucas Fernandes (Marcinho); Pratto. Técnico: Dorival Júnior.

Sport: Magrão, Raul Prata, Ronaldo Alves, Osvaldo Henríquez e Sander (Osvaldo); Anselmo (Thomás), Rithely, Wesley e Mena; Rogério (Thallyson) e André. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos