Corinthians obtém retomada após alterações e ressalta força na reta final

Diego Salgado e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

O Corinthians voltou a vencer depois de quatro partidas ao derrotar o Palmeiras por 3 a 2 na tarde de domingo em um jogo eletrizante. A retomada do líder do Brasileirão acabou marcada pela intensidade em campo e pelas modificações do técnico Fábio Carille, que escalou Clayson e Camacho entre os titulares.

A dupla atuou nas vagas de Jadson e Maycon, que entraram na partida no segundo tempo. Depois da vitória, Carille explicou a importância de ter velocidade com Clayson em um jogo em que o Corinthians conseguiu atacar o Palmeiras pelos lados - Romero, que também atuou aberto, foi importante neste contexto.

O treinador também voltou a falar que planeja o jogo sempre pensando em 14 atletas. "Terminei um jogo sem um velocista. Essa é a estratégia do jogo. Se eu não estou com o resultado, não tem o Clayson no jogo, fica difícil. São 14 caras que decidem a partida", explicou Carille.

O técnico corintiano ainda colocou Fellipe Bastos na vaga de Camacho, que deu mais segurança nos passes no meio-campo, embora seja mais lento e chegue menos ao ataque como elemento-surpresa na comparação com Maycon, que entrou em campo aos 21 minutos da etapa final no lugar de Gabriel.

Com Camacho, o time errou menos passes erros na intermediária e, assim, deixou de ser atacado com o sistema defensivo desorganizado, como ocorreu nas derrotas para Botafogo e Ponte Preta.

Carille não terá o volante Gabriel à disposição na partida contra o Atlético-PR, na próxima quarta-feira, na Arena da Baixada. O jogador recebeu o terceiro cartão amarelo. Maycon, assim, terá chances de voltar ao time atuando mais recuado, com Camacho à frente.

Jadson, que jogou por 12 minutos no clássico, também não poderá entrar em campo contra os paranaenses - o camisa 10 recebeu o terceiro cartão amarelo e poderá voltar diante do Avaí, no sábado que vem, em Itaquera. 

Daniel Vorley/Agif
Clayson foi titular no clássico

Clássico dá força ao líder

Após a vitória sobre o Palmeiras, que foi superado pelo Santos e pelo Grêmio na tabela e agora está a oito pontos do líder, jogadores e o próprio Carille afirmaram que o resultado ajudará o time na reta final do Brasileirão - restam, ainda, seis rodadas e 18 pontos em disputa.

Para Carille, o time do Corinthians mostra jeito de campeão "principalmente pelo primeiro tempo" do clássico. A equipe fez três gols e foi para o intervalo com 3 a 1 no placar.

"Procuro tirar a euforia quando está tudo muito bem. Sou muito centrado. Tem de controlar, ser bastante maduro e ser inteligente para jogar com essa vantagem. Vitória sempre é bom", disse o treinador.

Dois líderes do elenco, o atacante Jô e o zagueiro Balbuena, também frisaram que a vitória sobre o Palmeiras com mais de 46 mil torcedores no estádio ajudará o Corinthians na reta final.

"A gente tava passando um momento difícil, com oscilação de resultados. Depois de uma partida dessa ficou para trás", disse Jô, que balançou a rede em Itaquera e voltou a dividir a artilharia do campeonato com Henrique Dourado - ambos têm 16 gols.

"A gente sabe que há muitos jogos ainda, muitos pontos em disputa. Temos de continuar com a cabeça no lugar e com os pés no chão", ressaltou o zagueiro Balbuena, que marcou o segundo gol corintiano no jogo. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos