Corinthians encontrará Atlético em dia de novos protestos das Organizadas

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

  • Os Fanáticos

    Organizadas assistirão a partida fora do estádio: protestos contra a diretoria atleticana

    Organizadas assistirão a partida fora do estádio: protestos contra a diretoria atleticana

A Arena da Baixada, considerada território hostil pelos adversários do Atlético Paranaense, estará um pouco menos vermelha e preta no duelo contra o Corinthians, nesta quarta-feira (08), às 21h. Pela segunda vez no ano, as torcidas organizadas do Atlético não irão entrar no estádio e farão uma festa, com direito a telão com exibição do jogo, em estrutura montada na praça Afonso Botelho, logo em frente ao campo.

A diferença é que desta vez quem estará contra o Furacão não é o lanterna Atlético-GO, mas sim o líder Corinthians, cuja torcida esgotou todas as entradas do setor visitante. Na vez passada, cerca de 5 mil pessoas passaram pela praça (de acordo com os organizadores) enquanto que o estádio acolheu o segundo pior público do ano: 5.864 pagantes viram o 2 a 2 com o Dragão.

Os Fanáticos
Atleticanos de olho no telão, ao lado do estádio: cena se repetirá contra o Corinthians

"A gente vai fazer novamente, com o telão, e esperamos contar com a maioria dos atleticanos para estarem juntos", convocou Gilmar Alves, diretor da "Os Fanáticos". Os protestos contra a diretoria têm várias origens, em especial a política de relação com os torcedores, que englobam majoração recente do preço dos ingressos, adoção de biometria para entrada no estádio com restrição ao uso compartilhado de cadeiras para sócios, proibição de faixas e adereços e até a cor do estádio. O estopim foi o aluguel da Arena ao Paraná Clube, que promoveu uma grande festa, com ingressos a R$ 30 (um quinto do valor do Atlético) e bateu o recorde de público da Arena com 39.414 pagantes.

"Já que continuam as proibições, até por ser um jogo importante, a gente viu que não teve conversa, a gente resolveu ficar lá fora. Após o aumento (de 100 para 150 reais) muitas pessoas ficaram em situação ruim para pagar. É um valor fora da realidade", argumentou Alves. O Atlético não se pronuncia sobre os protestos de maneira oficial. A manifestação mais próxima de Mario Celso Petraglia sobre o caso foi uma crítica via nota oficial sobre o que considerou ser um movimento "oportunista da oposição do clube".

As organizadas "Os Fanáticos" e "Ultras" se juntaram aos membros remanescentes da chapa "Atlético de Novo", derrotada nas eleições de 2015, para reivindicar uma Assembleia Geral de Sócios, prevista em estatuto, e que poderia exigir da diretoria eleita mudanças nos tópicos citados, entre outros.

Nesta terça, o clube oficiou que levará mais 15 dias para conferir se todas as 3.667 assinaturas entregues em um manifesto pertencem a sócios. A notícia fez com que os articuladores da assembleia anunciassem que entrarão na Justiça contra a diretoria encabeçada por Petraglia e Luiz Sallim Emed por "desrespeito ao Estatuto", para que se convoque a assembleia no prazo previsto, 10 dias a contar da entrega, prazo esgotado no último domingo (05).

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR x CORINTHIANS

Data: 8 de novembro de 2017, quarta-feira
Horário: 21h (de Brasília)
Competição: Campeonato Brasileiro (33ª rodada)
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Rodrigo Henrique Correa e Thiago Correa Farinha (ambos do RJ)

ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno (Wanderson) e Fabrício (Nicolas); Esteban Pavez, Lucho González e Matheus Anjos (Pablo); Nikão, Douglas Coutinho (Lucas Fernandes) e Ribamar. Técnico: Fabiano Soares

CORINTHIANS: Walter; Fagner, Balbuena, Pablo e Guilherme Arana; Maycon e Camacho; Romero, Rodriguinho e Clayson; Jô. Técnico: Fábio Carille

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos