Carille crava renovação de Danilo e diz que não espera "cereja" para 2018

Do UOL, em São Paulo

Já com o título brasileiro garantido, o Corinthians entrou em campo neste domingo (19) e foi derrotado pelo Flamengo por 3 a 0. Após a partida, o técnico Fábio Carille lamentou a má atuação do time, mas já aproveitou para falar do futuro. Inclusive, ele cravou que o meia Danilo renovou com o time alvinegro.

"Não é que deve renovar, já está renovado. Está acertado. O Danilo é um profissional, acima de tudo um homem. Foi acertado verbalmente, e ele faz parte do nosso planejamento para 2018", disse o treinador. O veterano de 38 anos está no clube desde 2010, mas pouco atuou nesta temporada por problemas físicos.

Carille também comentou sobre reforços para 2018. "Trazer peças e depender de esquema, depende muito da parte financeira. Minha maior preocupação é manter esse grupo o máximo possível e fortalecê-lo. Não estou esperando 'cereja', sei da situação financeira do Corinthians. Estou esperando equilibrar mais o time para o ano que vem", declarou.

O time alvinegro pode perder alguns atletas titulares, como Pablo e Guilherme Arana, e o técnico falou sobre a importância de repor as peças. "É difícil comentar, está tudo no ar. Para sair alguém, tem que chegar alguém. Então não vou 'tirar' ninguém do Corinthians. Chegando alguém, não dá para ficar com 40 jogadores no elenco. Não posso falar de alguém sair antes de alguém chegar", afirmou.

Veja outros assuntos comentados por Fábio Carille após a derrota contra o Flamengo:

Ainda conta com os atletas que não viajaram ao Rio (Arana, Jadson e Rodriguinho)? "Conto, sim. Os jogadores que ficaram em São Paulo vinham se arrastando com dores. Ficaram porque estavam cansados e com dores."

Férias antecipadas: "Um mês é suficiente, e a gente está dentro da lei. Se eu tirar antes, eles tem que voltar antes do ano novo, o que não é legal. Nossa volta vai ser dia 3 de janeiro."

Avaliação da partida: "Eu fiquei muito preocupado nesses dias. Você vem de um título, os jogadores acabam comemorando e têm que comemorar mesmo. Cometemos erros na saída, e ainda não tenho ideia como foi o lance do pênalti. Os outros dois gols foram em erros nossos. (A derrota) Tem participação minha, já que eu poderia ter entrado com mais um meia. A gente ficou estudando o que fazer."

"Esse relaxamento pós-título é natural, faz parte."

"Agora cai a ficha. Você tem uma semana, vem mais natural e uma derrota dessas vai deixar todo mundo mais ligado. Com uma semana de preparação, tem tudo para que isso (derrota) não se repita."

"Sou muito sincero, não gosto de esconder. Falo o que penso. A gente tinha ideia de colocar o Giovanni, que acabou não treinando. Tivemos falta de concentração, erros na saída... um conjunto que fez com que a gente tivesse um primeiro tempo muito ruim."

Lamenta não ter vencido todos os adversários do Brasileirão? "Bater números é sempre importante, mas eu sabia da dificuldade. Queria ter visto um time mais ligado e concentrado. Se isso tivesse acontecido, teríamos equilibrado mais o jogo."

Atuação de Fellipe Bastos:"Não digo que ele não foi bem, o time não foi bem. Eu mantive Camacho e Gabriel porque eles já vinham jogando. Se você vem e toma 4 ou 5... Pensei, discuti com a comissão e decidi tirar o Fellipe, mas poderia ter sacado qualquer outro. É difícil falar de algum jogador quando o time não vai bem."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos