Jogadores da Chape invadem coletiva e dão banho em Kleina após vitória

Do UOL, em São Paulo

Enquanto o técnico da Chapecoense Gilson Kleina concedia entrevista coletiva, após a classificação garantida à pré-Libertadores neste domingo (3), jogadores da equipe invadiram o local onde ele conversava com os jornalistas e jogaram um balde de água fria sobre o treinador.

Depois do banho, os atletas o abraçaram e pularam juntos, comemorando. A equipe venceu o Coritiba por 2 a 1, pela última rodada do Campeonato Brasileiro (38ª), e terminou na oitava posição da tabela, que garante a disputa por uma das vagas na fase do grupos da competição intercontinental.

O feito aconteceu um ano após o acidente do voo LaMia 2933, que matou 71, entre integrantes da comissão técnica, atletas e outros, e deixou seis feridos.

"Acho que é um dos melhores trabalhos que eu realizei quando cheguei em um clube", afirmou o técnico na coletiva, lembrando que a Chapecoense foi a campeã do returno do Torneio Nacional. "Quando nós chegamos aqui era uma situação difícil, com pontuação de zona de rebaixamento. A equipe foi alavancando e ganhando confiança", acrescentou.

Para Kleina, o próximo desafio à frente do time será remanejar o elenco e montar um plantel competitivo para a Libertadores. Alguns jogadores da equipe foram cedidos por outros clubes, como Reinaldo (São Paulo) e Fabrício (Cruzeiro), e deixaram a Chapecoense no final deste ano.

"O lado bom é a exigência de fazer uma equipe mais coesa. Vai ser agora um planejamento minucioso. A gente tem que ver de que maneira vai ter que reorganizar o elenco", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos