Topo

Esporte


Com proposta do Santos, Diego põe em dúvida sequência no Flamengo

Siga o UOL Esporte no

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

22/11/2018 01h06

Autor do segundo gol do Flamengo na vitória sobre o Grêmio por 2 a 0, o meia Diego falou pela primeira vez sobre a indefinição em relação a continuidade no clube rubro-negro. Ele tem contrato até julho de 2019, mas possui propostas na mesa - uma delas do clube que o formou: o Santos, conforme informou o UOL Esporte.

O Alvinegro ofereceu teto salarial (entre R$ 350 mil e R$ 400 mil) para contratá-lo. Além disso, a cúpula da Vila Belmiro já avisou que aceita pagar luvas diluídas no ordenado mensal de Diego. Na conta dos santistas, eles estariam dispostos a gastar até R$ 600 mil com o jogador por mês, somando salários e luvas.

“Estou muito feliz. Nunca mudei o meu discurso. Os momentos bons e os difíceis, principalmente, te dão propriedade para falar que tenho compromisso com esse clube. É isso o que vou fazer. Vou cumprir com aquilo que eu sempre falei. Só tenho a agradecer a todo carinho e respeito. A minha intenção é retribuir até o último dia. Não sei mais quanto tempo, se fico até o final do contrato. Vai ter o momento certo de falar sobre isso”, afirmou.

“Não tem nada na minha cabeça agora que não seja terminar essa temporada bem e ajudar a equipe. Nunca escondi de ninguém a satisfação de vestir essa camisa. Nada tira o meu foco e a minha alegria. Tenho contrato até julho e enquanto estiver aqui vou fazer o que sempre fiz que é me dedicar”, completou.

A diretoria santista alega que foi procurada pelo pai de Diego, Djair Ribas, para saber se existe interesse no retorno do filho, como antecipou a coluna UOL de Primeira. Inicialmente, os dirigentes do Santos desconfiaram que o pai do meia poderia “usar” o clube para renovar com o Flamengo, já que o contrato do jogador termina em julho de 2019.

Mesmo assim, eles não deixaram de responder com um “sim” e a negociação sobre valores foi iniciada. As conversas ocorrerem principalmente por conta da indefinição no Rubro-negro, que terá eleições no dia 8 de dezembro e a tendência de um elenco reformulado para a próxima temporada. Diego divide opiniões nas duas chapas favoritas e uma extensão de vínculo está longe de ser consumada no momento.

Mais Esporte